Zayn Malik diz que não teve sorte em aplicativo de namoro: ‘Expulso duas vezes’; saiba o motivo

O cantor, ex-membro do One Direction, não assumiu nenhum relacionamento depois do término com a modelo Gigi Hadid, com quem tem uma filha pequena

PUBLICIDADE

Foto do author Gabriela Caputo
Por Gabriela Caputo

Zayn Malik, ex-membro da boyband One Direction, confessou recentemente que não teve sorte com aplicativos de namoros – e segue solteiro. O cantor afirmou, em entrevista à revista americana Nylon, que tentou usar o Tinder por um tempo. “Não tivesse muito sucesso, para ser honesto”, revelou.

Zayn Malik foi o primeiro membro a deixar o One Direction, em 2015; hiato do grupo ocorreu em 2016. Foto: Instagram/@zayn

O britânico, de 31 anos, explicou o motivo: “Todo mundo me acusou de ser um perfil falso. Elas ficam tipo, ‘Para que você está usando as fotos de Zayn Malik?’ Fui expulso uma ou duas vezes”.

PUBLICIDADE

Agora, Malik cansou de tentar conhecer pessoas com a ajuda da tecnologia e diz estar aproveitando a vida sozinho. “Estou muito contente e feliz por estar solteiro pela primeira vez na minha vida”, disse. “Provavelmente é sensato levar o tempo que for preciso antes de investir totalmente em outro ser humano como parceiro para o resto da vida”, refletiu o britânico.

Na época em que estava no One Direction, Zayn Malik teve um relacionamento com a cantora Perry Edwards, da girlband Little Mix, e os dois chegaram a noivar, mas romperam em 2015. Pouco depois, começou a namorar a modelo americana Gigi Hadid. Entre idas e vindas, eles tiveram uma filha juntos, Khai, que nasceu em 2020. Em outubro de 2021, Zayn e Gigi terminaram, após 6 anos juntos.

Zayn Malik e Gigi Hadid no clipe de 'Pillowtalk', de Zayn. Os dois ficaram juntos por 6 anos. Foto: Reprodução YouTube/ Zayn

À revista Nylon, também falou da relação com a pequena. “Eu só tenho minha filha comigo 50% do tempo. Eu teria 90% dela se pudesse. Nós vamos ver [o espetáculo] Disney on Ice, ou vamos ao parque temático Nickelodeon. Ou vamos à praia. É assim que eu saio”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.