Foto do(a) blog

Dicas de decoração para deixar sua primeira morada mais bonita e aconchegante

Opinião|De travertino a bacias inteligentes, o que foi destaque na ExpoRevestir 2024

Revestimentos inspirados na pedra natural tomam lugar do concreto, enquanto a automação tem ganhado força entre os equipamentos

PUBLICIDADE

Foto do author Anelisa Lopes
Atualização:

No mês passado, aconteceu a última edição da ExpoRevestir, feira dedicada a profissionais do setor que traz as novidades mais recentes em revestimentos, louças, metais, tintas e iluminação. As atualidades apresentadas por lá devem chegar ao mercado em breve, mas a principal percepção na pós visita à feira, estudando os materiais e conhecendo os lançamentos, é que a tecnologia empregada na produção e no funcionamento de materiais e produtos em contraponto à busca pela naturalidade dos revestimentos foi o principal repertório entre os expositores. 

PUBLICIDADE

(ANELISA É JORNALISTA E DESIGNER DE INTERIORES. PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

O avanço da técnica produtiva se revela não só na busca por trazer praticidade ao dia a dia, como torneiras e duchas movimentadas por gestos comandos de voz, mas na fiel reprodução de elementos naturais, como pedras e madeira. Se, por um lado, a automação deve ganhar cada vez mais espaço nos artigos que nos acompanham na nossa rotina, os ambientes estão sendo revestidos por materiais que prezam a excelência na cadeia de manufatura e, com isso, se tornem cada vez mais fieis à matéria-prima nas quais se inspiram. 

O principal exemplo se percebe no protagonismo de revestimentos que têm o travertino - rocha calcária com características distintas das do mármore - como referência. Das pequenas peças às lastras com mais de 3 m de altura, o travertino foi amplamente exibido nas mais variadas formas e funções. Veios, porosidade e cavidades discretas - que exaltam sua brutalidade, organicidade e são as principais características desta pedra natural -, foram replicadas no lançamentos de marcas como Portobello, Roca Cerámica e Castelatto. O concreto e suas derivações ainda dão as caras entre os expositores, mas com menos força que na última edição da Revestir. 

De olho no público jovem, as marcas também apostaram em collabs com o segmento da moda e de acessórios. A Ceusa, por exemplo, se uniu à SouQ para criar revestimentos que remetam à textura de tecidos. Falando em texturas, superfícies com acabamento matte roubam a cena ou trabalham em conjunto com os polidos (brilhante), cujo destaque ficou reservado nos estandes de marcas de revestimentos mais populares. 

Publicidade

A bacia sanitária inteligente teve lugar de destaque nas grandes Docol, Celite e Deca. Com funções que vão desde limpeza até iluminação, são a aposta em um segmento de cliente disposto a pagar pelo menos R$ 14 mil por um modelo smart. Eu tive a chance de experimentar um deles no Japão há muitos e muitos anos e confesso que fica difícil voltar aos modelos comuns depois. Toalheiros térmicos, artigo raro e de alto valor agregado no mercado, também ganharam holofote nos estandes dos expositores mais expressivos. 

Um das diversas inspirações no travertino. Coleção Portobello Aeterna (foto: arquivo pessoal)  
Texturas como o jeans para atrair público jovem. Revestimento da Ceusa (foto: arquivo pessoal)  
Bacias inteligentes ganharam destaque. Estreia no estande da Deca (foto: arquivo pessoal)  
Toalheiros térmicos miram os estúdios que não dispõem de área de serviço (foto: arquivo pessoal)  
Relevos, texturas e tecnologia aplicada no processo de produção dos revestimentos (foto: arquivo pessoal)  
Cubas slim, tanto de embutir como sobrepor, se mostram como emento de contemporaneidade (foto: arquivo pessoal)  
Mix and match entre elementos da mesma marca para compor um único ambiente (foto: arquivo pessoal)  

 

 

Jogo de luzes e cores - No pavilhão vizinho, aconteceu simultaneamente a Haus Decor, dedicada a tintas, automação e iluminação. No detalhe, está de da Sherwin Williams, que fez uma homenagem à artista pernambucana Janete Costa e mostrou algumas de suas paletas por meio de espaços ambientados por profissionais da área (foto: Wesley Izidoro/divulgação)

Jogatina - A Dexco lançou um jogo chamado DexMood, baseado em conceitos como psicologia das cores, neurociência e a teoria de Gestalt (respostas a estímulos por meio de sensações), para que clientes e profissionais montem moodboards e tenham referências para tornar o processo da reforma mais tranquilo. 

Sustentabilidade - apesar de muito se falar sobre sustentabilidade, ainda é recorrente o uso de plásticos na montagem dos estandes e de papel na distribuição de folhetos e catálogos aos visitantes. Este é um ponto que poderia ser levado em consideração, em razão da expansão, importância e visibilidade internacional do evento, cuja próxima edição já tem data para acontecer: entre os dias 11 e 14 de março de 2025. Fica a dica aos organizadores e expositores. 

Opinião por Anelisa Lopes

Anelisa Lopes (@anelisalopes) é mãe, designer e jornalista. Após atuar por quase duas décadas como jornalista no segmento automotivo, decidiu estudar design de interiores para converter sua paixão por decoração em uma nova carreira. Hoje, faz consultorias e projetos para transformar espaços e vidas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.