PUBLICIDADE

Manoel Soares fala sobre críticas que recebeu durante sua trajetória

‘Então, a crítica doeu muito e quando a crítica batia eu já tinha uma memória afetiva de dor que, maluco, doía demais’, disse o apresentador durante o programa ‘Papo de Segunda’

PUBLICIDADE

Foto do author Tamyres Sbrile
Por Tamyres Sbrile
Atualização:

O apresentador do Encontro, Manoel Soares, 43, que também apresenta o programa Papo de Segunda, na GNT, falou durante a noite desta segunda-feira, 3, sobre as críticas que recebeu durante a sua trajetória.

PUBLICIDADE

Na manhã desta segunda, o apresentador foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter, após sua companheira de trabalho, Patricia Poeta, ter passado em frente à câmera que focava em Manoel e interromper o colega ao vivo.

“Eu, por exemplo, fui uma pessoa em um cenário da minha vida sempre muito criticado. Então, a crítica doeu muito e quando a crítica batia eu já tinha uma memória afetiva de dor que, maluco, doía demais”, contou o apresentador durante o Papo de Segunda.

Com a participação especial do ator Mateus Solano e dos outros apresentadores, João Vicente de Castro, Francisco Bosco e Kondzilla, Manoel ainda explicou que a realidade de João Vicente em relação às críticas, foram diferentes da dele.

“As críticas quando batiam em você [João Vicente de Castro], provavelmente você tinha uma agenda de resiliência tão montada que, talvez, você conseguia lidar com essa crítica e avançar. Essa agenda de resiliência, por exemplo, em mim, ela não tava tão forte assim a ponto da crítica virar construtiva de uma hora para outra. Eu sempre achava que era pessoal porque as porradas que tomei sempre foram muito personalizadas, então é muito difícil de você entender o processo construtivo da crítica”, refletiu Manoel.

Nas redes sociais muitas pessoas criticaram a atitude de Patricia, que ao colunista Lucas Pasin, do Uol, disse que tudo não passou de um mal-entendido. “Foi uma casualidade, das várias, que podem acontecer num programa ao vivo. Estava tendo dificuldade com uma nova tecnologia e estava procurando ajuda para fazer acontecer”, explicou a apresentadora.


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.