Publicidade

Botafogo encara o Mesquita pelo Campeonato Carioca

Time do técnico Cuca quer manter 100% de aproveitamento no grupo B da Taça Guanabara

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Quando entrar em campo na noite desta quarta-feira, às 19h30, para enfrentar o Mesquita no Engenhão, o Botafogo estará defendendo a liderança do grupo B da Taça Guanabara e a campanha perfeita até o momento, com nove pontos em três jogos. O bom início - que superou até as expectativas dos torcedores, que não sabiam o que esperar de um time totalmente reformulado - em contrapartida, faz nascer o receio de que o ano passado possa se repetir. Aquele time que tinha Dodô, Zé Roberto e Joílson encantou com um futebol coletivo e de brilho individual, sob o mesmo comando de Cuca. O atual também já provocou empolgação quanto à movimentação solidária de todos. Para não ficar a ver navios como dantes, técnico e jogadores se mostram escaldados. "De nada adianta ganhar 11 jogos seguidos e chegar no 12º, que vale o título, e perder", comenta Zé Carlos, que chegou quase desconhecido e já marcou dois gols. "Ninguém lembra do vice. Quero ser campeão. A torcida alvinegra precisa, merece e está carente de títulos importantes". "Temos que saber lidar com as cobranças", diz o atacante Wellington Paulista, que nos poucos jogos do ano conquistou o torcedor com gols importantes e boas assistências. "O time atual não tem estrelas como no passado, mas a pressão por títulos é a mesma de qualquer clube grande". Wellington, recém-chegado, não acredita nas famosas superstições acerca do Alvinegro.  Botafogo Castillo; Alessandro, Renato Silva, Ferrero e Triguinho; Túlio, Diguinho, Lúcio Flávio e Zé Carlos; Jorge Henrique e Wellington Paulista Técnico: Cuca  Mesquita Diogo; Gaúcho, Alessandro Lopes, Juan e Filipinho; Léo, Índio, André Melo e Bruno Suzano; Márcio Orelha e Leandro Netto Técnico: Mário Marques Árbitro: Leonardo Carcia Cavaleiro Estádio: Maracanã, Rio Horário: 19h30 TV: PPV "Todo mundo fala que o Botafogo é azarado. Não acredito nessas coisas. Este ano não vamos morrer na praia", diz confiante. Para que o Mesquita não promova o primeiro afogamento da temporada, Cuca precisará dar umas aulinhas sobre o adversário de hoje à noite aos jogadores. "Não sei muita coisa sobre o Mesquita. Sei que foram vice-campeões da Série B do Carioca e com certeza reforçaram o time. Precisamos estar concentrados para não sermos surpreendidos", aponta Zé Carlos. A diretoria alvinegra apresentou oficialmente ontem o zagueiro Eduardo, de 19 anos, vindo do Bahia. O jogador já treinava com os novos companheiros, mas seu contrato ainda não havia sido assinado. O compromisso será por quatro anos. "O Botafogo é a minha vida a partir de agora. Venho para conquistar meu espaço, me destacar por um grande clube e quem sabe chegar à seleção", disse Eduardo, que foi comprado através de dois grupos de investimentos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.