PUBLICIDADE

Publicidade

Gabigol é denunciado por tentativa de fraude em exame antidoping: seu estafe e o Fla negam acusação

Jogador pode ir a julgamento após acusação da Procuradoria da Justiça Desportiva Antidopagem

PUBLICIDADE

Por Leonardo Catto
Atualização:

O atacante Gabigol, do Flamengo, foi denunciado nesta quinta-feira pela Procuradoria da Justiça Desportiva Antidopagem por tentativa de fraudar um exame de controle de doping, no Centro de Treinamento do Flamengo, no Ninho do Urubu, no Rio, em 8 de abril, segundo reportagem do GE. Gabigol, de 27 anos, poderá ser punido com suspensão de até quatro anos se o caso for comprovado. O estafe do jogador e a direção de futebol do Flamengo negaram a acusação ao Estadão.

PUBLICIDADE

O jogador pode ir a julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD) por infração ao artigo 122 do Código Brasileiro Antidopagem, que se refere a “fraude ou tentativa de fraude de qualquer parte do processo de controle antidoping”. Não há data para isso acontecer. A denúncia é assinada pelo procurador João Guilherme Guimarães Gonçalves.

Pessoas ligadas ao jogador negaram a acusação em nota oficial nesta sexta de manhã. O Estadão esteve em contato com a assessoria do atleta. “O atleta Gabriel Barbosa, sua família e staff tomaram conhecimento da matéria publicada nesta sexta-feira. O jogador vem a público confirmar que o exame foi realizado e o resultado apurado já deu negativo. Diante de tal informação, não há nada que possa ferir ou infringir as normas protocolares. Reiteramos que, em nenhum momento, o atleta tentou fraudar o exame. Seguimos à disposição para quaisquer esclarecimentos.”

O TJD-AD afirmou, em nota, que não pode comentar o caso publicamente, em conformidade com o Código Mundial Antidopagem (CMA). Entretanto, em resposta ao Estadão, o órgão afirma que o código prevê até 11 violações à regra antidopagem e que elas não se restringem à presença de substâncias proibidas na amostra do atleta. No caso de Gabigol, a infração seria dificultar a realização do exame. Segundo a autoridade, representantes do atleta serão notificados oficialmente sobre os próximos passos do processo, como a data do julgamento.

Gabigol teria dificultado a realização do exame, ao prejudicar o trabalho dos oficiais responsáveis pela coleta da urina, desrespeitando-os e não seguindo os procedimentos adequados desde o início do processo às 8h40. Os demais jogadores do elenco do Flamengo, segundo relatos adicionados à denúncia, se submeteram ao exame antes do treino das 10 horas.

Além da denúncia da Procuradoria da Justiça Desportiva Antidopagem, futuro de Gabigol ainda é incerto no Flamengo. Foto: Wilton Junior/Estadão

No X, antigo Twitter, o atacante afirmou que “há algum tempo tem acontecido notícias falsas” sobre ele. Ele também agradeceu o apoio de torcedores.

O Flamengo também já se posicionou sobre seu jogador, cujo contrato termina em dezembro de 2024. O clube não recebeu nenhum comunicado até a manhã desta sexta-feira. “O Flamengo ainda não foi intimado do oferecimento da denúncia esportiva feita pela Procuradoria e, tão logo seja intimado, atuará na defesa do atleta. Não obstante, pode adiantar que não houve qualquer conduta intencional ou tentativa do ATLETA para afetar ou impossibilitar o controle de dopagem. O Flamengo confia na Justiça Desportiva e entende que os fatos narrados não configuram uma falta típica, sendo não mais que um mal entendido.”

Publicidade

A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) realiza o ‘doping surpresa’ nos centros de treinamentos dos clubes brasileiros regularmente durante a temporada. Gabigol recebeu a primeira notificação sobre a tentativa de fraude no dia 30 de maio. A defesa do jogador está sendo feita por Rodrigo Dunshee, vice geral e jurídico do Flamengo.

Futuro no Corinthians?

Mesmo antes de assumir o Corinthians, o presidente recém-eleito Augusto Melo se movimenta para reformular o elenco do time paulista. Gabigol é o nome favorito do mandatário para vestir as cores do alvinegro em 2024. O atacante jogou no Santos antes de estourar na carreira.

Sexto maior goleador do Flamengo, com 153 gols, e um dos destaques do time nos últimos cinco anos, Gabigol viveu uma temporada atípica em 2023. Até começou o ano bem, mas caiu de rendimento e perdeu espaço entre os titulares para Pedro. Com Tite, as oportunidades foram escassas. Ainda assim, o camisa 10 não deve respirar “novos ares” se depender do clube carioca.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.