PUBLICIDADE

Jornal italiano coloca Gabigol e Vampeta entre maiores fracassos da Inter de Milão no século

Atacante do Flamengo disputou dez jogos pela Internazionale e marcou um gol; veja lista completa

Foto do author Róbson Martins
Por Róbson Martins
Atualização:

O jornal italiano La Gazzetta dello Sport trouxe à tona, nesta segunda-feira, uma lista peculiar: os maiores fracassos que passaram pela Inter de Milão no século 21. Entre os nomes que se destacam nessa relação, estão os brasileiros Gabigol e Vampeta. “Pesado e fora de ritmo, o brasileiro também pagou pelo ano conturbado no banco dos Nerazzurri, com três treinadores se revezando no comando do time, de De Boer a Pioli e Vecchi. Um ano depois, foi emprestado ao Benfica, onde permaneceu apenas seis meses,” definiu o periódico.

Esta não é a primeira vez que o veículo critica o atacante; no passado, não economizou palavras ao comparar sua passagem pela Itália com o coronavírus. “Gabigol partiu em um silêncio que vai além desse vírus que infecta milhares e os mantém trancados em casa,” destacou o trecho de uma reportagem.

Gabigol entra em lista de maiores fracassos da Inter de Milão. Foto: Divulgação/Inter de Milão

PUBLICIDADE

Contratado em 2016 por uma quantia significativa de 33,5 milhões de euros (R$ 180 milhões na cotação atual) do Santos, Gabriel Barbosa teve uma passagem apagada pelo clube italiano, com apenas dez jogos disputados e um gol marcado. Posteriormente, acabou sendo emprestado para o Flamengo.

O centroavante recuperou a confiança no clube carioca, onde já marcou 141 gols e conquistou uma coleção de títulos, incluindo dois Brasileiros, duas Libertadores e uma Copa do Brasil. Por sinal, o desempenho o jogador que voltou ao Brasil despertou o interesse do Corinthians, mas o dono da camisa 10 da Gávea continua nos planos da equipe de Tite para a próxima temporada. Ele tem contrato de mais um ano.

Além de Gabigol, Vampeta, ídolo do clube do Parque São Jorge e campeão do mundo, é o outro brasileiro na lista dos “horrores” da Internazionale no terceiro milênio. O ex-jogador, que passou oito meses no time italiano em 2001, é descrito pelo La Gazzetta dello Sport como “festeiro”. “Sua transferência teve o ‘mérito’ de trazer um certo Adriano (Imperador),” completou o jornal.

Veja os 11 maiores fracassos da Inter de Milão

  • Fabian Carini
  • Sime Vrsaljko
  • Nemanja Vidic
  • Gonzalo Sorondo
  • Vratislav Gresko
  • Marcos Vampeta
  • Yann M’Vila
  • Ricardo Quaresma
  • Antonio Pacheco
  • Gabigol
  • Diego Forlan
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.