PUBLICIDADE

Publicidade

Mano Brown, Oscar Schmidt e Joel Jota: Santos conta com palestras motivacionais para fugir do Z-4

Time da Baixada trabalha lado psicológico dos atletas nos bastidores para dar apoio ao elenco na briga contra a zona de rebaixamento do Brasileirão

PUBLICIDADE

Foto do author Rodrigo Sampaio

O Santos momentaneamente respira aliviado no Campeonato Brasileiro. O time da Baixada se recuperou após a goleada histórica sofrida para o Internacional, por 7 a 1, no domingo, e derrotou por 2 a 1 o Coritiba, rival direto na luta contra o rebaixamento, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Nas últimas rodadas, o elenco santista vem contando com a ajuda de palestras motivacionais para dar apoio aos jogadores na briga para fugir do Z-4 nesta reta final de temporada.

A ideia partiu do coordenador técnico Alexandre Gallo. Entre as figuras chamadas para conversar com os jogadores estão Oscar Schmidit, medalhista de ouro no Pan-Americano de Indianápolis-1987, o rapper Mano Brown, líder do grupo Racionais MC’s e torcedor fanático do Santos, além do ex-nadador e empresário Joel Jota, conhecido por sua participação no programa “Shark Tank Brasil”, e Pauê, campeão mundial de triathlon na categoria biamputados.

Elenco do Santos posa com Mano Brown (centro) em visita do rapper aos jogadores. Foto: Reprodução/X/@SantosFC

PUBLICIDADE

Segundo apurado pelo Estadão, os jogadores foram receptíveis à ideia, e a equipe de comunicação do clube, com o apoio da Santos TV, também está preparando vídeos para motivá-los antes das partidas. Uma das palestras de maior impacto no elenco foi a de Joel Jota, que é natural de Santos. Foi realizado um exercício de mentalização de foco e foram distribuídas pulseiras preta com a frase “o sucesso é treinável”. O objeto estava sendo usado por alguns dos jogadores na vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, na Arena Barueri.

Um dia antes da vitória sobre o Coritiba, Mano Brown conversou com o elenco santista a pedido do próprio Alexandre Gallo. O rapper foi tietado por alguns jogadores do elenco e falou sobre a sua trajetória de vida, das origens no Capão Redondo, comunidade da zona sul de São Paulo, até o sucesso com o Racionais. “Nunca foi fácil. Junta os seus pedaços e desce pra arena. Mas lembre-se: Aconteça o que aconteça, nada como um dia após o outro dia”, publicou o Santos nas redes sociais ao registrar a visita do artista.

O Santos viveu uma temporada de irregularidade. Eliminado de maneira precoce no Paulistão, Copa do Brasil e Sul-Americana, o time da Vila Belmiro conviveu com protestos da torcida, chegando a jogar com os portões fechados após punição do STJD, e teve quatro treinadores à beira do gramado em 2023: Odair Hellmann, Paulo Turra, Diego Aguirre e Marcelo Fernandes. Este último assumiu o cargo como interino, sendo efetivado posteriormente. O coordenador técnico Paulo Roberto Falcão também foi demitido após ser acusado de importunação sexual por uma funcionária, de 26 anos, do apart hotel onde mora. O Tribunal de Justiça de São Paulo acatou a recomendação do Ministério Público e arquivou o inquérito.

O Santos volta a campo no domingo, quando disputa clássico com o também ameaçado Corinthians, às 18h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O alvinegro praiano é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, na 16ª colocação, com 33 pontos. Em caso de vitória na capital paulista, empata em número de pontos com o rival, que está na 14ª posição. O Goiás, com 31 pontos, é a equipe que abre a Z-4 e tem confronto direto com o Vasco, com 30, também no domingo, às 16h.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.