PUBLICIDADE

Publicidade

Neymar fala sobre lesões, Bola de Ouro e volta ao Santos: ‘Nunca deixei de ser protagonista’

Em leilão beneficente, jogador afirma que ‘futebol não foi injusto’ com ele apesar das frustrações

PUBLICIDADE

Por Daniel Vila Nova
Atualização:

“Mesmo machucado, eu nunca deixei de ser protagonista”. Foi assim que Neymar Jr. definiu sua carreira ao longo dos últimos 20 anos em entrevista à Bandsports. Lesionado, o atacante do Al-Hilal está no Brasil para a quarta edição do leilão beneficente em prol do Instituto Projeto Neymar Jr., que ocorre na noite desta segunda-feira, dia 3 de junho, na cidade de São Paulo.

Ao lado de inúmeros famosos, o jogador da seleção brasileira desfilou pelo tapete vermelho e falou sobre sua carreira, seu futuro no futebol e até mesmo sobre os candidatos à Bola de Ouro da atual temporada. Apesar de ter só mais um ano de contrato com o Al-Hilal, o brasileiro garante que está focado no time saudita e descarta a possibilidade de retornar ao Santos, clube que o revelou, em 2025.

Em 2023, o atacante Neymar retornou a Vila Belmiro para ver um jogo do Santos.  Foto: @neymarjr via Instagram

“Tenho mais um ano de contrato com o Al Hilal. Espero poder fazer uma grande temporada. Fiquei fora essa última. Vamos viver pouco a pouco. Tem muito tempo pela frente. Óbvio que o Santos é o time do meu coração, um dia quero voltar, sim, mas não tem nada planejado na cabeça.”

PUBLICIDADE

“Meu nome sempre está envolvido em muitas coisas”, brincou Neymar ao ser perguntado sobre o seu protagonismo no mundo do futebol. O atacante, que esteve envolvido em polêmicas recentes ao discutir com a atriz Luana Piovani e o comediante Diogo Defante, lamentou a série de lesões sofridas nos últimos seis anos que, segundo ele, prejudicaram sua carreira e até mesmo lhe tiraram a chance de disputar uma Bola de Ouro.

“Tive um pouco de azar, pois ando me machucando gravemente há seis anos. Essas lesões me prejudicaram”, afirmou. “Ficar longe do gramado é muito ruim. Nunca fiquei tanto fora longe, é uma lesão muito grave”. Apesar de reconhecer que os machucados minaram as possibilidades de sua carreira, Neymar afirma não se chatear com o ocorrido.

“O futebol não foi injusto comigo, muito pelo contrário. O futebol me deu tudo o que eu tenho hoje. Não tenho nada do que reclamar. A Bola de Ouro é um sonho de todo o jogador, mas não é o máximo de tudo. Só de você ter o respeito das pessoas, já vale a pena.”

O brasileiro também lamentou sua ausência na lista de convocados para a Copa América, mas garantiu que confia no time escolhido por Dorival. “É muito ruim ficar fora, obviamente, mas estamos na torcida. Espero que o Brasil possa ganhar. Tem time para isso, jogadores de muita qualidade. Espero que o Dorival faça um grande trabalho com todo mundo. Estarei na torcida.”

Publicidade

No tópico do melhor jogador do mundo, Neymar Jr. não escondeu sua predileção sobre seu compatriota e amigo, o atacante do Real Madrid Vinicius Jr. “A Bola de Ouro é dele”, enfatizou Neymar. “Fico na torcida, mandei mensagem para ele antes e pós-jogo. É um grande amigo que o futebol me deu e, com certeza, será coroado com a Bola de Ouro.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.