The Best e Bola de Ouro: entenda as diferenças entre votações e premiações de melhor do mundo

Organizadas por Fifa e ‘France Football’, respectivamente, cerimônias divergem em formato de votação e vencedores ao longo dos anos

Publicidade

PUBLICIDADE

Por Murillo César Alves
Atualização:
5 min de leitura

A Fifa realiza nesta segunda-feira, 15, a cerimônia do The Best, no qual, dentre as premiações, revelará o melhor jogador do mundo, eleito pela entidade. O prêmio, no entanto, divide as atenções com outra cerimônia, que também elege o melhor atleta da modalidade: a Bola de Ouro, organizada pela revista France Football. No evento, em outubro de 2023, Lionel Messi foi premiado com a maior premiação da noite. O The Best acontece a partir das 16h30 (horário de Brasília) e tem transmissão do SporTV e Fifa+.

Tanto The Best quanto a Bola de Ouro tem um caráter mundial em suas premiações – diferentemente da Uefa e Conmebol, que premiam apenas o melhor atleta de seus respectivos continentes. Fifa e France Football diferem na maneira como seus atletas são escolhidos, quem pode votar em cada uma das premiações e desde quando estão em vigor.

A Bola de Ouro é a mais antiga dentre as duas. Entregue pela France Football desde 1956, premiou até a década de 1990 apenas jogadores europeus. Depois, liberou atletas de outras nacionalidades, contanto que estivessem vinculados a um clube do Velho Continente. Em 2006, passou a incluir jogadores de todas as nacionalidades e clubes de todo o planeta. Por isso, em 2023, Messi pôde ser eleito melhor atleta do mundo, mesmo atuando no Inter Miami, dos Estados Unidos, da Flórida.

Já a premiação da Fifa, que recebe o nome de The Best desde 2016, foi instituída em 1991. Apesar de ser organizada pela entidade máxima do esporte, ela tem ‘menos prestígio’, por ser 25 anos mais jovem que a Bola de Ouro. Entre 2010 e 2015, no entanto, entidade e revista se uniram para dar a premiação de forma conjunta; nesses anos, apenas Messi e Cristiano Ronaldo foram agraciados com o troféu. O prêmio da Fifa é entregue nos primeiros meses de cada ano, enquanto a premiação da Bola de Ouro acontece em outubro.

Messi conquistou a Bola de Ouro de 2023 em outubro. Foto: Franck Fife/ AFP

Forma de votação

Quem pode votar em cada uma das premiações? Na Bola de Ouro, a France Football seleciona 180 jornalistas, um de cada país; a revista envia, na sequência, uma lista com 30 jogadores finalistas ao melhor do mundo. Cada profissional monta seu top 5 ideal, ao passo que o melhor colocado – após somar-se as pontuações por cada posição – é agraciado com a Bola de Ouro.

Continua após a publicidade

Cléber Machado é o representante brasileiro na eleição da France Football. Em 2023, escolheu Messi como o melhor jogador do mundo. “A gente tinha que indicar cinco. O meu quinto foi o Rodri, volante do Manchester City, o quarto foi o Modric, que eu acho que fez uma Copa e uma temporada boa. E aí meus três foram Mbappé, Haaland e Messi. Acho que votei direitinho. É a oitava Bola de Ouro dele”, disse o narrador do SBT.

O The Best é mais abrangente: 12 jogadores foram indicados ao prêmio por um conselho técnico, composto por ex-atletas: Kaká, Petr Cech, Didier Drogba, Bret Emerton, Rio Ferdinand, Asamoah Gyan, Mario Kempes, Alex Lalas, Jon Obi Mikel, Park Ki-Sung e Ivan Vicelich; a partir desta lista, três finalistas foram escolhidos por um júri formado por quatro categorias: treinadores das seleções masculinas, capitães de seleções masculinas, jornalistas de futebol e torcedores que votaram no site da Fifa. No caso do Brasil, que apresentou oficialmente Dorival Júnior nesta quinta-feira, 11, Fernando Diniz foi o técnico representante da seleção canarinho na eleição – treinou a equipe interinamente em seis jogos das Eliminatórias. Casemiro, apontado pelo técnico do Fluminense como capitão, é o outro representante brasileiro.

Cada eleitor formou seu top 3 ideal, com pontos sendo distribuídos de acordo com cada posição – cinco para o primeiro colocado, três para segundo e um para o terceiro. Cada grupo teve 25% de peso na decisão final, independentemente do número de eleitores. Se os finalistas ficarem empatados em pontos, o prêmio será dado ao jogador que for escolhido mais vezes como primeiro lugar na votação.

Em ambas as eleições, os representante devem levar em consideração o desempenho individual e coletivo do jogador no período a ser avaliado. A Bola de Ouro de 2023 considerou a temporada 2022/2023 na análise, enquanto o The Best avalia o período entre 19 de dezembro de 2022 e 20 de agosto de 2023.

Outras premiações

O prêmio de melhor jogador do mundo não é o único em cada uma das cerimônias. A France Football distribui também a Bola de Ouro para a melhor jogadora, os troféus Kopa, para o melhor jogador sub-21, Yashin, de melhor goleiro, Gerd Müller, para o artilheiro, Sócrates, para jogadores que se destacam por ações sociais, e Clube do Ano.

Já o The Best avalia outras seis categorias: melhor jogadora, melhor goleiro (futebol masculino e feminino), melhor técnico (masculino e feminino) e o Prêmio Puskás, dado ao gol mais bonito da última temporada. Além disso, serão revelados a seleção ideal, masculina e feminina (World XI), da temporada, em eleição que contou com mais de 28 mil jogadores profissionais da Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro).

Continua após a publicidade

Diferenças no ganhador

Considerando o período em que The Best e Bola de Ouro coexistem – ou seja, desde 1991 –, em apenas nove anos os prêmios de melhor jogador do mundo não foram idênticos: 1991, 1994, 1996, 2000, 2001, 2003, 2004, 2021 e 2022. Em 2020, a Bola de Ouro não teve um vencedor, em razão da pandemia da covid-19 e a interrupções das competições.

Se Haaland – favorito na disputa contra Messi e Mbappé – vencer a premiação nesta segunda-feira, será a décima vez que as premiações divergem nas escolhas.

Vencedores Fifa x Bola de Ouro, respectivamente

  • 1991: Lothar Matthaus e Jean-Pierre Papin
  • 1992: Marco van Basten
  • 1993: Roberto Baggio
  • 1994: Romário e Hristo Stoichkov
  • 1995: George Weah
  • 1996: Ronaldo e Matthias Sammer
  • 1997: Ronaldo
  • 1998: Zinédine Zidane
  • 1999: Rivaldo
  • 2000: Zinédine Zidane e Luís Figo
  • 2001: Luís Figo e Michael Owen
  • 2002: Ronaldo
  • 2003: Zinédine Zidane e Pavel Nedved
  • 2004: Ronaldinho Gaúcho e Andriy Shevchenko
  • 2005: Ronaldinho Gaúcho
  • 2006: Fabio Cannavaro
  • 2007: Kaká
  • 2008: Cristiano Ronaldo
  • 2009: Lionel Messi
  • 2010: Lionel Messi
  • 2011: Lionel Messi
  • 2012: Lionel Messi
  • 2013: Cristiano Ronaldo
  • 2014: Cristiano Ronaldo
  • 2015: Lionel Messi
  • 2016: Cristiano Ronaldo
  • 2017: Cristiano Ronaldo
  • 2018: Luka Modric
  • 2019: Lionel Messi
  • 2020: Robert Lewandowski (Bola de Ouro suspensa pela pandemia)
  • 2021: Robert Lewandowski e Lionel Messi
  • 2022: Lionel Messi e Karim Benzema
  • 2023: Lionel Messi (Bola de Ouro)