PUBLICIDADE

Atraso para pagar condomínio cai 50%

Segundo estudo da Lello, o índice de atraso, isto é, de cotas pagas após a data de vencimento, foi de 20% entre os 710 mil boletos emitidos pela empresa em 2009. No ano passado, 10,9% dos 875 mil boletos foram pagos com atraso

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O número de carnês de pagamento de condomínio atrasados na cidade de São Paulo caiu pela metade, segundo aponta um levantamento da administradora de condomínios Lello. Segundo o estudo, o índice de atraso, isto é, de cotas pagas após a data de vencimento, foi de 20% entre os 710 mil boletos emitidos pela empresa em 2009. No ano passado, 10,9% dos 875 mil boletos foram pagos com atraso. A falta de pontualidade no pagamento do condomínio neste ano tem se mantido estável ante a média registrada em 2010. Registros parciais, que abrange o período de janeiro a abril, a Lello emitiu 314,6 mil boletos, dos quais 35,6 mil não foram pagos na data de vencimento, o que representa 11,3% de impontualidade. Boas condições Para a gerente da Lello Condomínios, Angélica Arbex, a queda no total de atraso tem relação direta com o aquecimento da economia brasileira e com a respectiva melhora do poder aquisitivo da população do Brasil. Além disso, acrescenta a especialista, há a entrada em vigor, em 2008, da nova legislação estadual que trata do atraso no pagamento de condomínio, permitindo a inclusão do nome de condôminos devedores nas listas de serviços de proteção ao crédito, como o SPC. "É importante ressaltar que parte dos moradores que atrasam o condomínio realizam o pagamento dentro do mês, em no máximo 30 dias após o vencimento. O índice daqueles que pagam o boleto entre o 31º e o 60º dia depois da data correta é, em média, de 4%", explica Angélica.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.