Publicidade

Na Arena da Baixada, Brasil estreia na fase final da Liga Mundial contra o Canadá

Seis países, divididos inicialmente em dois grupos de três, disputam o título no estádio do Atlético-PR

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Um estádio de futebol, adaptado para receber uma quadra de vôlei no meio do gramado e assentos para cerca de 30 mil pessoas, será o palco a partir desta terça-feira da fase final da Liga Mundial. Seis países, divididos inicialmente em dois grupos de três, disputam o título, que será definido na noite do próximo sábado. Na primeiro rodada, pelo Grupo A, o jogo inaugural será justamente o do Brasil, que enfrentará o Canadá, às 15h05.

A equipe brasileira chega para as finais depois de nove partidas e seis vitórias conquistadas na fase classificatória. Além dos canadenses, jogará contra a Rússia, nesta quinta-feira. O Brasil só não foi melhor que a França, que integra o Grupo B junto com Estados Unidos e Sérvia, a atual campeã da Liga Mundial.

Projeto tem capacidade para receber até 28 mil espectadores Foto: Divulgação/CBV

PUBLICIDADE

A expectativa é por uma das mais difíceis fases finais dos últimos anos. Para o técnico do Brasil, Renan Dal Zotto, é impossível destacar uma das equipes como forte candidata ao título. "Não tem como apontar favoritos. São seis equipes que podem chegar a conquista do título sem a menor sombra de dúvidas", afirmou.

O treinador ainda falou sobre o adversário da estreia nesta fase final. "O Canadá é uma seleção muito consistente taticamente, com sistema de bloqueio e defesa. Tem no seu contra-ataque uma das suas armas. Eles jogam para causar o maior número de contra-ataque possível, então é um jogo onde temos que ter muita paciência", destacou Renan Dal Zotto.

Capitão da seleção brasileira, o levantador Bruninho também destacou os pontos fortes do adversário desta terça-feira. "O Canadá tem um sistema defensivo muito forte. As vezes não conseguem matar a jogada, mas cobrem, erram muito pouco e nós temos que estar muito tranquilos para jogar porque é uma partida que tem tudo para se tornar longa. Temos que ter essa frieza para enfrentá-los. Amanhã (terça-feira) é um dia de ter foco, paciência e tranquilidade", afirmou.

O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial com nove títulos - conquistados em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.