PUBLICIDADE

Publicidade

Rei da Praia reúne os melhores do País no fim de semana

Disputam a coroa no Rio Emanuel, Ricardo, Fábio Luiz, Márcio, Pedro Cunha, Pedro Solberg, Harley e Franco

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

No próximo dia 7 de fevereiro entra em quadra no Rio de Janeiro a elite do vôlei de praia masculino brasileiro. Emanuel, Ricardo, Fábio Luiz, Márcio, Pedro Cunha, Pedro Solberg, Harley e Franco, os oito primeiros colocados no ranking nacional, participam da 11.ª edição do Rei da Praia. As partidas eliminatórias acontecem no sábado e a grande decisão será no domingo. O tricampeonato de Sandra Pires no Rainha da Praia no último fim de semana deixou Franco ainda mais motivado para a competição. "Agora minha expectativa é maior do que nunca. Fiquei muito feliz por uma veterana ter se tornado Rainha, espero que eu também consiga", disse o atleta mais experiente do Rei da Praia. "Tenho que tirar o máximo de proveito de cada um, explorando a técnica e o lado emocional deles. Com meu jeito vibrante, consigo puxar meus parceiros para cima". Pedro Solberg, o mais novo do torneio, está treinando para o Rei da Praia há um mês. "Estou bastante ansioso para a competição, que pelo segundo ano consecutivo reunirá os mesmos atletas. Isso mostra um equilíbrio muito grande entre os participantes", afirmou. Campeão mundial ao lado de Harley, Pedro começa a temporada com parceiro novo: Pedro Cunha. Mas, no Rei da Praia, o primeiro jogo de Solberg será ao lado de seu antigo companheiro, Harley, contra a dupla Emanuel e Fabio Luiz. MOTIVAÇÃO Medalhista de ouro em Atenas (2004) e bronze em Pequim, Emanuel declarou que também está muito motivado para a competição no fim de semana. "Treinamos bem nas últimas semanas em João Pessoa, com muito sol e calor demais, mais ou menos como deve estar em Ipanema. Estou muito motivado, animado para mais uma temporada, uma temporada cheia de compromissos importantes e, como todos, vou em busca dessa coroa, começar o ano como 'Rei' é maravilhoso. Vai ser um torneio forte, apesar de ser ainda início de ano, todo mundo vai querer voar na quadra", assinalou. Já Ricardo, parceiro de Emanuel, destacou o equilíbrio do campeonato. "O 'Rei' é uma competição equilibrada, de alto nível, e a maior dificuldade é conseguir, em poucos minutos o mínimo de entrosamento e estratégia para vencer, cada set com um parceiro diferente, e a pressão de precisar de todos os resultados. Todo mundo que vai jogar é experiente, nos conhecemos muito bem, nos enfrentamos há anos no Brasil e pelo mundo, não há segredos entre esses oito jogadores. Vai ficar com a coroa quem tiver melhor leitura do jogo, conseguir aproveitar os parceiros e, claro, estiver com a sorte em dia".

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.