É falso vídeo que promete sandália grátis da marca Kenner com rapper L7nnon

Postagem imita voz do artista para divulgar promoção falsa; publicação pede cadastro, participação em quiz e pagamento de frete

PUBLICIDADE

Por Ariel Freitas

O que estão compartilhando: vídeo afirma que produtos da coleção de sandálias da marca Kenner em parceria com o rapper L7nnon estão disponíveis de graça mediante a participação em um quiz e o pagamento do envio do produto.

O Estadão Verifica apurou e concluiu que: é falso. O vídeo usa imagens de 2022 de uma propaganda da empresa carioca de chinelos e adiciona um áudio que imita a voz de L7nnon. Tanto o rapper como a Kenner desmentiram o conteúdo que circula nas redes sociais.

Kenner e L7NNON não estão distribuindo sandálias de graça Foto: Reprodução/Facebook

PUBLICIDADE

Saiba mais: Uma publicação no Facebook com mais de 12 mil curtidas e 2 mil comentários divulga uma suposta campanha da coleção da Kenner com o rapper L7nnon. A postagem afirma que, para receber uma sandália de graça, é preciso se cadastrar em uma plataforma, responder ao “Quiz L7nnon” e pagar o frete do produto. Nada disso é verdadeiro.

Em nota, a Kenner alertou consumidores a respeito de golpes e fraudes com as campanhas, promoções e divulgações de novos produtos da marca. A empresa avisou que os anúncios são feitos apenas nas páginas oficiais da Kenner.

L7nnon também se pronunciou sobre o caso no Instagram, no dia 10 de abril. O artista reforçou o alerta da Kenner sobre a fraude e informou que a voz no vídeo não é a dele. O registro do pronunciamento está no canal de YouTube Trapzin.

divider

Este boato foi checado por aparecer entre os principais conteúdos suspeitos que circulam no Facebook. O Estadão Verifica tem acesso a uma lista de postagens potencialmente falsas e a dados sobre sua viralização em razão de uma parceria com a rede social. Quando nossas verificações constatam que uma informação é enganosa, o Facebook reduz o alcance de sua circulação. Usuários da rede social e administradores de páginas recebem notificações se tiverem publicado ou compartilhado postagens marcadas como falsas. Um aviso também é enviado a quem quiser postar um conteúdo que tiver sido sinalizado como inverídico anteriormente.

Um pré-requisito para participar da parceria com o Facebook é obter certificação da International Fact Checking Network (IFCN), o que, no caso do Estadão Verifica, ocorreu em janeiro de 2019. A associação internacional de verificadores de fatos exige das entidades certificadas que assinem um código de princípios e assumam compromissos em cinco áreas: apartidarismo e imparcialidade; transparência das fontes; transparência do financiamento e organização; transparência da metodologia; e política de correções aberta e honesta. O comprometimento com essas práticas promove mais equilíbrio e precisão no trabalho.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.