PUBLICIDADE

Postagens usam vídeos antigos sobre leilão de smartphones esquecidos nos Correios para aplicar golpe

Posts tiram de contexto reportagens e vídeo da influenciadora Virginia Fonseca e direcionam a site impostor

Por Maria Eduarda Nascimento

O que estão compartilhando: que os Correios estão leiloando smartphones e outros itens que não foram entregues aos destinatários e ficaram esquecidos nas agências. Postagens no Facebook exibem reportagens da TV Globo e da TV Brasil sobre leilões realizados pela estatal. Perfis também compartilham vídeo em que a influenciadora Virginia Fonseca divulgaria o leilão.

O Estadão Verifica investigou e concluiu que: é falso. Os Correios não estão promovendo leilão online de smartphones e itens que ficaram esquecidos em agências. Postagens no Facebook retiram de contexto reportagens antigas sobre leilões realizados em 2021 e 2022. Outros perfis repetem a mesma tática ao descontextualizar um vídeo publicado por Virginia no Instagram. Essas publicações na rede social direcionam o usuário a sites falsos que imitam as páginas do G1 e dos Correios.

Postagem no Facebook tira de contexto reportagem do telejornal Bom Dia SP, da TV Globo, sobre leilão realizado pelos Correios em 2022 Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

Saiba mais: Somente no Facebook, o Verifica identificou cinco vídeos publicados entre os meses de outubro e novembro que divulgam o falso leilão.

As reportagens retiradas de contexto pelas postagens foram exibidas nos telejornais Brasil em Dia, da TV Brasil, em setembro de 2021, e no jornal Bom Dia SP, da TV Globo, em outubro de 2022. Já as postagens que exibem a imagem de Virginia Fonseca utilizam um vídeo publicado nos stories do Instagram da influenciadora, no qual ela comemora ter ganhado um celular de presente. Na versão original, que foi encontrada em um canal de fã-clube de Virgínia no YouTube, ela não faz menção aos Correios. Na versão das postagens falsas, uma voz feminina se passa pela influenciadora para parecer que ela estaria divulgando o leilão.

Em nota enviada ao Verifica, a assessoria de Virginia informou que os vídeos que relacionam a influenciadora ao falso leilão não foram produzidos ou publicados por ela. Segundo a equipe, o departamento jurídico da influenciadora foi notificado sobre as postagens.

Golpe do falso leilão

As postagens orientam a clicar no ícone “saiba mais”, que acompanha as publicações. O usuário então é direcionado a sites que imitam a identidade visual do g1, o portal de notícias da Globo.

O site impostor apresenta um texto sobre o suposto leilão e, na sequência, disponibiliza um link para o usuário navegar no que seria a página oficial dos Correios, que também é falsa. Esse endereço falsifica a identidade visual da estatal e exibe lotes de smartphones e outros dispositivos eletrônicos que estariam disponíveis para compra a preços baixos.

Publicidade

Na nota divulgada à imprensa, os Correios informaram que os leilões são realizados por meio de licitação, mediante publicação de edital, e em lotes, não por itens. “Todas as informações oficiais são publicadas na página oficial dos Correios. A empresa está tomando as medidas cabíveis quanto aos perfis nas redes sociais e na internet que utilizam de forma indevida a marca dos Correios em anúncios de leilões e/ou vendas que não têm qualquer relação com a empresa”, informou o comunicado.

Itens de refugo são objetos que passaram por todas as tentativas de entrega e não foram procurados nem pelo destinatário, nem pelo remetente no prazo de direto à reclamação, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor. No leilão de refugo dos Correios são vendidos em lotes itens que estão dentro dessa classificação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.