Ponte atingida por ondas gigantes não é a Rio-Niterói; imagens de vídeo viral são da China

Gravação descontextualizada aparece em noticiário sobre passagem de tufão em setembro de 2022

PUBLICIDADE

Por Clarissa Pacheco

O que estão compartilhando: que um vídeo mostra os pilares da ponte Rio-Niterói sendo atingidos por ondas gigantes durante uma tempestade.

O Estadão Verifica investigou e concluiu que: é falso. A ponte que aparece no vídeo não liga as cidades do Rio de Janeiro e Niterói. O vídeo em questão aparece em pelo menos duas notícias sobre a passagem do tufão Muifa na China em setembro de 2022. Niterói foi atingida por uma tempestade na semana passada, mas não há notícias de ondas gigantes atingindo a ponte.

 Foto: Arte/Estadão

PUBLICIDADE

Saiba mais: O vídeo investigado mostra imagens aproximadas de uma ponte sendo atingida por ondas gigantes. Um texto sobreposto à imagem diz que a cena acontece na ponte Rio-Niterói, no Estado do Rio de Janeiro, o que não é verdade.

Aos 2 segundos de vídeo, quando a câmera se desloca para a direita, é possível ver que o traçado da ponte faz uma curva à esquerda e próximo de uma rocha. Não há um cenário assim na Ponte Presidente Costa e Silva, como é chamada a Rio-Niterói. No caso da brasileira, a estrutura faz uma curva à esquerda na saída de Niterói, segue por uma linha reta e faz outra curva à esquerda somente na chegada ao Rio de Janeiro, mas isso acontece já em uma zona portuária, bem diferente do que aparece na imagem do vídeo.

No vídeo viral, curva à esquerda faz ponte passar próximo de rocha; já na ponte Rio-Niterói, curva acontece já na zona portuária do Rio. Fotos: Reprodução Foto: Reprodução

A Ecoponte, que administra a ponte Rio-Niterói, negou que a estrutura que apareça no vídeo seja a que fica no Rio de Janeiro e observou que a estrutura dos pilares também é diferente. No vídeo, há uma base aparente logo abaixo da pista, o que não aparece nos pilares da ponte entre o Rio e Niterói.

Ponte que aparece no vídeo tem uma espécie de base de sustentação aparente, que não aparece nos pilares da ponte Rio-Niterói. Foto 1: Reprodução / Foto 2: Ecoponte/Divulgação Foto: Reprodução e Ecoponte/Divulgação

Este mesmo vídeo, mas com uma legenda diferente, circulou a partir do mês de setembro em perfis de engenheiros estruturais, que mostravam a ponte “enfrentando” a tempestade como um exemplo da importância desse trabalho de engenharia. Um dos responsáveis por publicar o vídeo foi o engenheiro Yassin Elouardi, que vive em Modena, na Itália, mas ele desconhece a autoria do conteúdo e a localização das imagens.

Consultado pelo Verifica, Elouardi disse que, apesar de a estrutura ser parecida com a da ponte Rio-Niterói, ele não acreditava que fosse o mesmo local. “Se você observar, a extensão das estacas nas bordas é um pouco diferente”, afirmou.

Publicidade

Tufão na China

Um vídeo exatamente igual ao aqui investigado aparece em um compilado de imagens do canal CRUX no YouTube. Na época, o vídeo juntava imagens da passagem do tufão Muif, que atingiu províncias banhadas pelo Mar da China Oriental a partir de 13 de setembro de 2022.

Não há detalhes sobre o local exato da ponte, mas existe um arquipélago na região com mais de uma ponte sobre o mar. Uma pista sobre a localização é a informação de que, no dia 14 de setembro do ano passado, a água invadiu a cidade em Zhoushan, na província de Zhejiang. No local, pelo menos três pontes ligam a ilha ao continente.

Em 15 de setembro do ano passado, o canal On Demand News mostrou imagens da passagem do tufão pela cidade de Zhoushan. A ponte que aparece no vídeo investigado também está neste vídeo, mas em qualidade melhor. Segundo a publicação, alguns locais na província de Zhejiang foram atingidos por ondas de até 10 metros de altura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.