PUBLICIDADE

África do Sul: Johannesburgo registra neve pela primeira vez em mais de uma década

Fenômeno causou euforia entre os moradores, especialmente as crianças, já que queda de neve é rara na região

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Johannesburgo, a maior cidade da África do Sul, amanheceu na segunda-feira, 10, com um visual que há muito tempo não era visto na região. Pela primeira vez em mais de uma década, a cidade, que vem enfrentando temperaturas baixas e um clima extremamente gelado, registrou queda de neve.

Crianças brincam na neve em Laerskool Orion, uma escola localizada em Brackenhurst, subúrbio ao sul de Joanesburgo, na África do Sul. Foto: REUTERS/Siphiwe Sibeko TPX IMAGES OF THE DAY

O fenômeno foi relatado nas províncias de Gauteng, Mpumalanga, Eastern Cape e Free State, de acordo com os Serviços Meteorológicos da África do Sul. Autoridades meteorológicas sul-africanas alertaram nesta terça-feira, 11, sobre o tempo extremamente frio, mas disseram que não há previsão de mais neve para o resto da semana.

Apesar disso, as rajadas incomuns que partes do país experimentaram na segunda-feira foram suficientes para provocar euforia entre os moradores, especialmente os mais novos que viram neve pela primeira vez, já que Johannesburgo não registrava o fenômeno desde 2012 e, antes disso, em 2007.

Rajadas incomuns que partes do país experimentaram na segunda-feira provocaram euforia entre os moradores. Última vez que região registrou neve foi em 2012. Foto: Wikus de Wet / AFP

“Alguns dos alunos e eu saímos para explorar... alguns deles já tinham visto neve antes, enquanto outros pensavam que estava chovendo”, relatou à BBC a professora primária Agnes Mideva. Moradores também registraram a queda de neve nas redes sociais, com vídeos e fotos, enquanto autoridades emitiram alertas sobre o frio extremo e para que moradores tivessem cuidado nas estradas cobertas com gelo.

Ao jornal sul-africano Times Lives, a professora de geografia física Jennifer Fitchett, da Universidade de Witwatersrand, explicou que o fenômeno é raro. “Isso acontece uma vez a cada 10 anos ou mais. Não somos uma área com muita neve e isso ocorre em parte porque no inverno temos condições secas. Temos uma célula forte e de alta pressão e é por isso que não temos nenhuma ou muito pouca chuva nos meses de inverno. E assim não tem muita umidade no ar.”

Uma mulher joga neve para o alto em uma praça em frente a um prédio comercial em Joanesburgo.  Foto: WIKUS DE WET / AFP

As autoridades ainda estão determinando quanta neve caiu, já que as quantidades variavam em todo o País. Nesta terça-feira, partes de Johannesburgo permaneceram muito frias, com temperaturas caindo para 1 grau Celsius./Com AP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.