Prighozin: Rússia confirma morte de chefe do Grupo Wagner em queda de avião

Agência de aviação do país afirma que chefe dos mercenários estava a bordo da aeronave; Ievgeni Prigozhin foi autor de um breve motim contra Putin este ano

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O governo russo confirmou a morte do chefe do grupo Wagner Ievgeni Prigozhin na queda de um avião nesta quarta-feira, 23. Depois de anunciar que o nome constava na lista de passageiros, a agência de aviação da Rússia afirmou que ele de fato estava a bordo da aeronave.

Segundo o Ministério de Situações de Emergência, todas as 10 pessoas morreram na queda do avião, um Embraer, que voava de Moscou para São Petersburgo quando caiu de forma abrupta a cerca de 160 km da capital russa. As vítimas são os três tripulantes e sete passageiros, incluindo Prigozhin e seu braço direito, Dmitri Utkin, um ex-oficial da inteligência militar.

Imagem mostra vídeo de Ievgeni Prigozhin divulgado nesta terça-feira, 22, no Telegram. Chefe mercenário teria morrido em uma queda de avião na Rússia Foto: Reprodução / via AFP

A autoridade de aviação enfatizou que a aeronave tinha todas as permissões necessárias, inclusive autorização oficial para usar o espaço aéreo. Ainda não há informações sobre o que teria causado a queda do avião e uma investigação foi anunciada. De acordo com o jornal russo RBC, as autoridades consideram três versões: erro do piloto, problema técnico ou intervenção externa.

PUBLICIDADE

Prigozhin, de 62 anos, liderou um motim contra o presidente russo Vladimir Putin por insatisfações na guerra da Ucrânia em junho. Na época, o grupo Wagner chegou a uma das cidades mais importantes do sul da Rússia, Rostov-no-Don e marchou em direção a Moscou. Com a mediação do ditador de Belarus, Alexander Lukashenko, os mercenários concordaram em recuar e transferir sua base para o território da antiga república soviética após 24 horas de rebelião.

Desde então, a localização exata de Prigozhin era incerta. Nesta terça-feira, 22, ele apareceu em vídeo pela primeira vez desde o motim e aparentava está na África, que tem sido um foco de atuação do grupo Wagner desde que os seus combatentes deixaram a guerra na Ucrânia.

O canal de notícias russo Mash postou no Telegram um vídeo que supostamente mostra o momento da queda da aeronave. Nas imagens que circulam, o avião de pequeno porte atinge o solo em um campo aberto, não muito longe de algumas casas em uma zona rural. Instantes depois, dá para ver uma densa nuvem de fumaça. O canal acrescenta ainda que testemunhas ouviram “dois estalos fortes” instantes antes da queda.

Sites de rastreamento indicam que o voo terminou abruptamente perto de Tver, a noroeste de Moscou, por volta das 6h (horário local). /COM INFORMAÇÕES DO NYT e EFE

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.