PUBLICIDADE

Ataque houthi contra navio cargueiro obriga tripulação a abandonar embarcação no mar Vermelho

Navio com bandeira de Belize e registro britânico viajava pelo Estreito de Bab el-Mandeb no momento do ataque; rebeldes reivindicaram ataque afirmando que embarcação pode afundar

Foto do author Redação
Por Redação

Um ataque míssil dos rebeldes houthis no Iêmen contra um navio com bandeira de Belize forçou a tripulação a abandonar a embarcação no domingo, 18. O navio viajava pelo Estreito de Bab el-Mandeb, que liga o mar Vermelho e o Golfo de Aden.

O navio relatou ter sofrido danos após “uma explosão nas proximidades do navio”, informou o centro de Operações de Comércio Marítimo do Reino Unido. “As autoridades militares relatam que a tripulação abandonou o navio”, disse o UKMTO, esclarecendo que a tripulação permaneceu em segurança.

PUBLICIDADE

O general Yahya Saree, dos rebeldes houthis, emitiu um comunicado reivindicando o ataque, dizendo que o navio “agora corre o risco de afundar”. “O navio sofreu danos catastróficos e parou completamente”, disse Saree. “Durante a operação, garantimos que a tripulação do navio saísse com segurança.”

De acordo com apuração da agência Associated Press, trata-se do navio de carga Rubymar. Não ficou imediatamente claro qual a carga carreada pela embarcação. A empresa de segurança privada Ambrey informou que o navio cargueiro de registro britânico estava a caminho da Bulgária depois de deixar Khorfakkan, nos Emirados Árabes Unidos.

TV controlada pelos houthis noticia ataque dos rebeldes contra um navio registrado no Reino Unido. A tripulação foi forçada a abandonar a embarcação e permaneceu em segurança.  Foto: EFE/EPA/YAHYA ARHAB

O grupo rebelde apoiado pelo Irã também reivindicou o abate de um drone MQ-9 Reaper dos Estados Unidos, algo que as forças americanas instaladas na região não reconheceram até o momento. Entretando, os houthis já abateram drones dos Estados Unidos antes.

As defesas aéreas houthis “foram capazes de abater um avião americano – MQ-9 – com um míssil adequado enquanto este realizava missões hostis contra o nosso país em nome da entidade sionista”, disse Saree.

Enquanto isso, o exército dos Estados Unidos disse que estava conduzindo novos ataques aéreos contra os rebeldes, incluindo um que teve como alvo o primeiro drone subaquático houthi visto desde que começaram a lançar ataques contra navios internacionais em novembro./Associated Press.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.