PUBLICIDADE

“Pôs em perigo minha família”, diz Mike Pence sobre papel de Trump no ataque ao Capitólio

Nos dias que antecederam o 6 de janeiro, Trump pressionou Pence a anular a vitória eleitoral do presidente Joe Biden; ex-vice-presidente americano disse que história responsabilizará Trump

Foto do author Redação
Por Redação

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump foi criticado pelo ex-vice-presidente Mike Pence por seu papel no ataque ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021. Pence afirmou, neste sábado, 11, que Trump estava errado ao indicar que ele deveria anular as eleições.

Enquanto presidia a certificação cerimonial dos resultados, Pence foi pressionado por Trump a anular a vitória eleitoral de Joe Biden. Ele recusou e, quando os manifestantes invadiram o Capitólio, alguns gritavam que queriam “enforcar Mike Pence”.

Nos dias que antecederam o 6 de janeiro, Trump pressionou Pence a anular a vitória eleitoral do presidente Joe Biden Foto: Ryan M. Kelly / AFP

PUBLICIDADE

“Eu não tinha o direito de anular a eleição. E suas palavras imprudentes colocaram em perigo minha família e todos no Capitólio naquele dia, e sei que a história responsabilizará Donald Trump”, disse Pence durante comentários no Gridiron Dinner com a presença de políticos e jornalistas.

Meses depois do fatídico dia, o comitê da Câmara que investigou o ataque disse, em seu relatório final, que “o presidente dos Estados Unidos irritou uma multidão que perseguia seu próprio vice-presidente”.

Com seus comentários, Pence abre um debate mais amplo dentro do Partido Republicano sobre como ver o ataque. “Não se engane, o que aconteceu naquele dia foi uma desgraça”, relatou Pence. “É zombar da decência retratá-lo de qualquer outra maneira”, completou.

Se, por um lado, Pence vem rechaçando o motim provocado pelos fanáticos, por outro, Trump continua a espalhar falsas imputações sobre sua derrota nas eleições. Ele chegou a falar em apoio aos manifestantes e disse que consideraria perdoá-los se fosse reeleito. /AP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.