PUBLICIDADE

Vídeo: Rússia exibirá lançadores de mísseis intercontinentais em desfile militar

Coluna de sistemas de mísseis balísticos intercontinentais móveis rodoviários foram de Ivanovo até a capital russa para serem exibidos em desfile militar do Dia da Vitória, em maio

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Uma série de lançadores de misseis balísticos intercontinentais da categoria Yars foram vistos chegando em Alabino, Moscou, na Rússia, nesta terça-feira, 27. De acordo com Ministério da Defesa da Rússia, trata-se de um deslocamento iniciado na região de Ivanovo, como preparativos para a Parada do Dia da Vitória, celebrada em maio, quando os russos comemoram derrota dos nazistas na Segunda Guerra Mundial, em 1945.

“Como parte dos preparativos para o desfile militar na Praça Vermelha, uma coluna mecanizada de lançadores de mísseis rodoviários Yars conduziu uma marcha desde seu local de implantação permanente na região de Ivanovo até Alabino, na região de Moscou”, disse o Ministério da Defesa.

PUBLICIDADE

Os mísseis, que têm 22,5 metros de comprimento, percorreram uma distância de cerca de 400 quilômetros e passaram pela cidade de Vladimir antes de chegaram ao destino final. Em Moscou, os mísseis Yars, junto com outros equipamentos de guerra e equipes militares, irão desfilar na Praça Vermelha no dia 9 maio, uma tradição mantida pela Rússia há quase 20 anos.

Testes envolvendo treinamento especial e a condução de lançadores de mísseis rodoviários móveis Yars foram feitos, de acordo com o Ministério da Defesa russo, antes de incluir o armamento nos preparativos para o desfile. Os mísseis Yars, também conhecidos como RS-24, têm um alcance de até 10,5 mil quilômetros e podem ser armados com até 10 ogivas.

O RS-24 é considerado um dos armamentos estratégicos de Vladimir Putin para ameaçar superpotências rivais, pela sua capacidade de atravessar oceanos. Neste mês, o ex-presidente da Rússia e agora vice-presidente do Conselho de Segurança do país, Dmitry Medvedev, declarou que Moscou poderia atacar “Washington, Berlim ou Londres”, caso as tropas russas fossem obrigadas a recuar na Ucrânia.

Mísseis RS-24 participam de desfiles militares na Praça Vermelha de Moscou desde 2008, em celebração ao Dia da Vitória, em 9 de maio. Na foto, deslocamento para Moscou em 2018. Foto: Evgeniy Kel/Ministério da Defesa da Rússia

Em outra demonstração do seu poderio militar, Putin fez um voo como copiloto, na última quinta-feira, 22, em um bombardeiro estratégico com capacidade de transportar armas nucleares. Os bombardeiros supersônicos Tu-160M são conhecidos na Rússia como Cisne Branco e a aeronave na qual o presidente russo voou foi um dos primeiros bombardeiros renovados construídos, equipado com novos motores.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.