PUBLICIDADE

'Black Friday' brasileira fatura 88% a mais

Vendas no comércio eletrônico durante as promoções da sexta-feira, 25, somaram R$ 100 milhões no País

Por Agências
Atualização:

Vendas no comércio eletrônico durante as promoções da sexta-feira, 25, somaram R$ 100 milhões no País

SÃO PAULO – Companhias do setor de comércio eletrônico brasileiro faturaram 88% a mais neste ano com ações promocionais inspiradas na “Black Friday”, tradicional evento do varejo norte-americano, somando vendas de R$ 100 milhões, informou a consultoria e empresa de pesquisas do setor E-bit nesta quarta-feira, 30. No mesmo período do ano passado, as vendas totalizaram R$ 53 milhões.

 

PUBLICIDADE

—- • Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook e no Google+

As principais lojas participantes da ação, que ocorreu em 25 de novembro, foram Walmart, B2W, Fnac, Saraiva, Magazine Luiza, Compra Fácil e Extra, do Grupo Pão de Açúcar, dentre mais de 50 participantes, segundo a entidade.

A “Black Friday”, que ocorre no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, marca o início da temporada de vendas de fim de ano.

Segundo a E-bit, foram registrados 237 mil pedidos no período, contra 142 mil na mesma data de 2010, um crescimento de 67%. O número pode avançar ainda mais, previu a consultoria.

“Ainda vejo oportunidade de terem ofertas ainda mais agressivas e; portanto, mais esperadas para os próximos anos, como nos Estados Unidos”, afirmou a diretora da e-bit, Cris Rother, em comunicado, acrescentando que o modelo da “Black Friday” deve ser mantido, acompanhando as tendências do mercado norte-americano.

Publicidade

O gasto médio dos consumidores no evento foi de R$ 425, superior à média do setor de R$ 350, com destaque para produtos de informática, eletrodomésticos, eletrônicos e moda e acessórios.

/ REUTERS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.