Elon Musk escolhe Linda Yaccarino como nova CEO do Twitter

Executiva trabalhava na NBCUniversal e vai comandar o Twitter a partir de junho

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Arimathea
Por Bruna Arimathea
Atualização:

Depois de anunciar pelas redes sociais que já tinha contratado uma nova CEO para assumir o Twitter, Elon Musk, dono do site do passarinho, afirmou que Linda Yaccarino será a nova presidente da plataforma. Linda deve começar a comandar a empresa em cerca de seis semanas, informou o bilionário.

PUBLICIDADE

De acordo com o jornal americano Wall Street Journal, Musk e Linda mantinham conversas há semanas para negociar sobre o cargo a ser ocupado no Twitter. A executiva era parte da diretoria da NBCUniversal, conglomerado de mídia americano, há mais de uma década, mas deixou a empresa na última semana sem informar quais seriam seus próximos passos.

Parte da equipe que desenvolveu o streaming de vídeo da NBCUniversal, o Peacock, Linda era chefe de publicidade global e parcerias na antiga companhia, com foco em atrair e mensurar a eficiência de publicidades nos canais parte do grupo americano. A contratação de Linda deve levar para o Twitter um olhar mais comercial para os seus produtos, objetivo que Musk tenta trabalhar desde que assumiu a empresa, em outubro de 2022.

“Linda vai focar, principalmente, em operações de negócios, enquanto eu me concentro em design de produtos e novas tecnologias. Ansioso para trabalhar com Linda para transformar esta plataforma no X, o aplicativo de tudo”, escreveu Musk, se referindo a um projeto antigo de transformar o Twitter em um superapp.

Na publicação desta quinta-feira, 11, o bilionário disse que vai passar a ocupar o cargo de chefe de tecnologia, supervisão de produtos, softwares e operação de sistemas. Musk já se referiu à empresa como “X/Twitter”, após a adoção do nome da companhia dona da rede social.

Depois de passar por diversas mudanças sob o controle de Elon Musk nos últimos meses, a empresa Twitter, dona da rede social do passarinho, deixou de existir. Um documento apresentado na corte californiana em 4 de abril deste ano informou que, a partir de agora, a rede social está sob gestão da X Corp., empresa privada de Musk.

Linda Yaccarino passou mais de uma década como parte da diretoria da NBCUniversal Foto: D DIPASUPIL/AFP

De acordo com o documento, submetido à Justiça em São Francisco, EUA, o Twitter fez uma fusão com a X Corp. e “não existe mais”, esclarecendo que a empresa que operava a plataforma não é mais independente ou proprietária de produtos. A rede social, porém, continua existindo.

Publicidade

Em dezembro do ano passado, Musk lançou uma enquete em seu perfil, perguntando aos seus 122 milhões de seguidores se ele deveria deixar a chefia da rede social, diante da onda de críticas que recebeu por causa das políticas impopulares de moderação de conteúdo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.