PUBLICIDADE

Google Docs ganha ferramenta ao estilo ChatGPT para escrever textos

Recursos foram anunciados como teste e vão levar IA para dentro de ferramentas do Google

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

De olho na ofensiva pela concorrência em produtos de inteligência artificial (IA), o Google anunciou nesta terça-feira, 14, um pacote de novidades com a tecnologia para seus serviços. Agora, ferramentas da empresa como Google Docs, planilhas, apresentações e e-mail devem ter seu próprio “ChatGPT”, além de uma estrutura própria para criação artística de imagens com IA.

PUBLICIDADE

O objetivo é trazer ainda mais aspectos da IA para dentro dos produtos da Workspace, conjunto de ferramentas de trabalho online da gigante de tecnologia. O anúncio foi feito nesta terça, dois dias antes de um evento marcado pela Microsoft que também deve abordar novos recursos de IA em seus produtos. A empresa fundada por Bill Gates deve fazer uma apresentação na quinta-feira, 16, com o tema “O futuro do trabalho com IA”a companhia tem investido pesado no setor desde a parceria bilionária com a OpenAI, startup criadora do ChatGPT.

De acordo com o Google, será possível utilizar a IA para resumir e priorizar os e-mails no Gmail e escrever, editar e checar informações no Docs. Além disso, a ideia é dar um “empurrãozinho” na hora de escrever um texto ou uma mensagem: por meio de um campo específico na página inicial, usuários podem descrever brevemente o tópico do trabalho e a IA gera uma primeira versão, como um resumo, do assunto a ser abordado — semelhante as pesquisas feitas, atualmente, com o ChatGPT e o Bing, da Microsoft.

Outra opção da IA vai ser uma função para reescrever textos. A ferramenta é uma espécie de editor que pode mudar aspectos do conteúdo do Docs de acordo com a necessidade do usuário. Segundo o Google, essa função pode ser usada para adequar a mensagem em diferentes gêneros da escrita, por exemplo, como transformar uma lista em um currículo, ou tópicos em um texto mais longo.

Ainda, para otimizar a produção de apresentações, no Slides, a IA vai permitir que imagens, vídeos e áudios sejam gerados automaticamente pela ferramenta.

Para designers e produtores de conteúdo, uma parceria com o laboratório de pesquisa Midjourney deve trazer formas de usar a IA generativa com foco na criação artística. A companhia afirmou que uma integração entre as duas plataformas vai fornecer estrutura para que criadores possam desenvolver projetos de imagem a partir de linguagem natural.

Os novos recursos chegam em fase de teste apenas para alguns usuários, antes de serem disponibilizados para toda a base, afirmou o Google em comunicado. Os testes devem começar neste mês de março, apenas para contas na Inglaterra e nos Estados Unidos.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.