Instagram alcança 100 milhões de usuários

Com menos de três anos, rede social bate a marca de 100 milhões de usuários e publica 40 milhões de fotos por dia

PUBLICIDADE

Foto do author Anna Carolina Papp
Por Anna Carolina Papp
Atualização:

Com menos de três anos, rede social bate a marca de 100 milhões de usuários e publica 40 milhões de fotos por dia

PUBLICIDADE

SÃO PAULO – O Instagram, rede social de compartilhamento de imagens comprada pelo Facebook, anunciou nesta terça-feira, 26, que alcançou a marca de 100 milhões de usuários ativos por mês.

—- • Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e também no Instagram

“Agora, mais do que nunca, as pessoas estão capturando o mundo em tempo real usando o Instagram – compartilhando imagens dos cantos mais distantes do globo”, afirmou no blog da empresa Kevin Systrom, cofundador do serviço. E parafraseou o mantra de seu “chefe” Mark Zuckerberg, fundador do Facebook: “O que vemos como resultado é um mundo mais conectado, entendido por meio de fotografias.”

 Foto:

Crescimento. Criada pelo brasileiro Michel Krieger e o sócio Kevin Systrom em São Francisco, a empresa vem crescendo exponencialmente desde o seu lançamento, em outubro de 2010.

Antes restrito a dispositivos com iOS, em abril de 2012 o Instagram lançou sua versão para Android  e viu seu valor de mercado ser multiplicado por dez, de US$ 50 para 500 milhões. Poucos dias depois, foi comprado pelo Facebook por US$ 1 bilhão, e rapidamente alcançou a marca de 50 milhões de usuários.

No fim de junho, a plataforma saiu do mundinho dos smartphones e chegou à web, possibilitando aos usuários comentar e curtir fotos pelo browser. Neste ano, a versão foi expandida e hoje permite visualizar o feed e o perfil dos usuários pelo computador.

Publicidade

Há um mês, o Instagram havia anunciado que tinha 90 milhões de usuários ativos. O serviço contabiliza cerca de 40 milhões de fotos por dia, 8,5 mil curtidas por segundo e 1 mil comentários por segundo.

—-Leia mais: Feed do Instagram agora pode ser acessado online • A confusão dos novos termos do Instagram• Instagram e Facebook: feitos um para o outro 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.