PUBLICIDADE

Instituto faz censo das redes sociais

Facebook é a mais popular, aponta pesquisa; mulheres são mais ativas em redes de compartilhamento de imagens

Por Redação Link
Atualização:

Nos EUA, Facebook é a rede mais usada, aponta pesquisa do Pew Internet;mulheres são mais ativas em redes de compartilhamento de imagens

PUBLICIDADE

SÃO PAULO – O Instituto de pesquisas Pew Internet publicou hoje uma pesquisa sobre usuários de redes sociais nos EUA, com dados divididos em categorias como sexo, idade, e renda.

—- • Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e no Instagram

O Facebook é o recordista, sendo usado por 66% dos internautas, 63% dos homens e 70% das mulheres. A faixa etária que mais acessa a rede social é a entre 18 e 29 anos, com 83%. Em segundo lugar fica o LinkedIn, com 20%. Ele é usado por 21% dos homens, 19% das mulheres e tem um perfil mais velho, já que detém o recorde de uso nas faixas de 30 a 49 anos, com 25% e 50 a 64 anos, com 22%.

O Twitter ocupa a terceira posição, com 16% dos usuários. A porcentagem de homens é um pouco maior do que a de mulheres: 17% a 15%. Mais uma vez, o grupo chamado de “jovens adultos” domina. Dentre eles, a adesão ao microblog é de 27%.

Já se sabia que o Pinterest, quarto lugar (12%) é um território feminino e o Pew Internet confirma a impressão. Dentre as mulheres, 19% está na rede de compartilhamento de imagens, contra apenas 5% dos homens. E as faixas que dominam são a mais jovem (16%) e a entre 30 e 49 anos (12%).

Empatado com o Pinterest está o Instagram, 12%, com quase a mesma proporção de homens e mulheres (11% e 12%). O sucesso maior é com a faixa etária mais jovem, onde um quarto dos usuários vê e compartilha fotos tratadas por filtros vintage.

Publicidade

Em último figura o Tumblr, com 5%, que é também tem maior participação feminina (7%, contra 4% dos homens) e dos mais jovens (11%).

Outro aspecto do uso de redes sociais que o estudo observou foi o compartilhamento de imagens e vídeos. Quem publica esses conteúdos foi classificado em dois grupos, “criadores” e “curadores”.

No total, 46% cria seu conteúdo, seja em foto ou vídeo. Quase metade dos internautas (45%) tira as próprias fotos. Quando se trata de vídeos, menos gente se arrisca. Videomakers amadores são apenas 18%. Considerando o todo do grupo, 69% dos “jovens adultos” é de criadores.

Mulheres e jovens são a maioria do curadores, que representam 41% dos internautas. Perto da metade (45%) compartilha conteúdo alheio nas redes sociais, contra 38% dos homens. Na faixa entre 18 a 29 anos, essa participação é de dois terços do total.

Para ver a pesquisa na íntegra, clique aqui (PDF).

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.