Alemães dizem ter encontrado palácio da 'arca perdida'

Pesquisadores dizem ter achado o que seriam as ruínas do palácio da rainha de Sabá.

Marcelo Crescenti, BBC

14 de maio de 2008 | 07h30

Arqueólogos alemães dizem ter encontrado na Etiópia o que seriam as ruínas do palácio da lendária rainha de Sabá, onde a chamada Arca da Aliança pode ter ficado durante algum tempo.De acordo com fontes religiosas, é nesse baú que as tábuas originais com os Dez Mandamentos recebidos por Moisés, segundo a Bíblia, teriam sido guardadas. Mas a sua localização e até mesmo a a existência da Arca têm sido objeto de polêmica por séculos.No filme Os Caçadores da Arca Perdida, Indiana Jones desafia agentes nazistas para encontrar a Arca.Segundo os especialistas da Universidade de Hamburgo, tudo indica que os restos do palácio real estariam em Axum, uma cidade considerada sagrada na Etiópia.O professor Helmut Ziegert, que chefiou as pesquisas, afirmou que as ruínas datam do século 10 a.C. e que os restos da residência foram encontrados embaixo de um palácio cristão.Altar para a ArcaEsse palácio teria pertencido a Menelik I, filho da rainha com o rei Salomão, que teria reconstruído o edifício com face para a estrela Sirius, de acordo com os cultos da época.Os arqueólogos alemães dizem ter encontrado um altar no palácio que supostamente teria sido feito para a Arca.A rainha de Sabá foi uma poderosa monarca da antiguidade cujo território pode ter incluído parte do Iêmen e da Etiópia. Várias lendas descrevem sua riqueza, beleza e sabedoria.A equipe da universidade de Hamburgo já vem fazendo pesquisas na Etiópia desde 1999.Se a descoberta for confirmada, ela poderia ajudar a desvendar o que é considerado um dos maiores mistérios da Antigüidade.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.