Santander oferece isenção em conta corrente e em aluguel de maquininha a novos clientes MEI

Banco espera incentivar a formalização de pequenos empreendedores

Foto do author Matheus Piovesana
Por Matheus Piovesana

O Santander Brasil começou, nesta semana, a dar isenção do pacote de serviços por um ano para novos clientes microempreendedores individuais (MEI), além de anuidade zero no cartão de crédito e três meses sem cobrança de aluguel da Get Mini, maquininha da Getnet. As condições vão até o dia 10 de novembro.

Santander Brasil começa a dar isenção do pacote de serviços por um ano para novos clientes microempreendedores individuais (MEI) Foto: Aline Bronzati/AE

PUBLICIDADE

Para clientes que mantiverem um relacionamento mais amplo com o banco, esses prazos podem ser estendidos. Na tarifa de conta corrente, por exemplo, a isenção pode continuar se o cliente MEI faturar pelo menos R$ 1.000 por mês na maquininha da Getnet, fizer cinco ou mais pagamentos e tiver chave Pix cadastrada no banco com o CNPJ.

A isenção do aluguel da maquininha também será mantida além dos três meses iniciais se o cliente faturar ao menos R$ 1.000. A anuidade zero do cartão continuará para clientes que gastarem pelo menos R$ 100 por mês em compras, ou que mantiverem chave Pix cadastrada no banco para o cartão MEI.

“O foco desta campanha vai muito além de fidelizar clientes. Estamos dando um super incentivo para quem empreende no País, seja como MEI - que é o empreendedor formal - sejam aqueles que ainda trabalham e movimentam as fianças do negócio na condição de pessoa física”, diz em nota o diretor de Empresas e Instituições do banco, Franco Fasoli.

O banco espera incentivar a formalização de pequenos empreendedores, o que permite o acesso a linhas de crédito e produtos bancários específicos. “Quando sai da condição de pessoa física e passa a ser MEI, o profissional começa a ter informações mais precisas para controlar seus gastos, além de segurança para acelerar quando for a hora de crescer”, afirma Fasoli.

Segundo o Santander, o cliente MEI pode buscar atendimento 100% digital, mas também tem à disposição um chat para conversar com um especialista no segmento. “No MEI, a pessoa é o próprio negócio. Ela está muito envolvida em tudo, nas vendas, nas negociações com fornecedores, compra de matéria-prima, aluguel do ponto. Ter todos os serviços bancários na tela do celular faz toda a diferença para simplificar o seu dia a dia”, afirma a chefe de Negócios Digitais do Santander, Marcela Ulian.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.