EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

MDB de Nunes orienta auxiliares a reivindicar ‘verdadeira frente ampla’, bandeira de Boulos

‘Não podemos aceitar que alguém queira fazer colar a pecha de frente ampla contra nós’, diz Misasi após PSOL firmar aliança com Marta Suplicy (PT)

Foto do author Roseann Kennedy
Foto do author Eduardo Gayer
Por Roseann Kennedy e Eduardo Gayer
Atualização:

Principais pré-candidatos à Prefeitura de São Paulo, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) e o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) deflagraram uma guerra de narrativas sobre quem formará uma “frente ampla” nestas eleições municipais. Empossado nesta segunda-feira (05) como presidente do diretório paulistano do MDB, Enrico Misasi orientou os correligionários a propagarem a ideia de que a “verdadeira frente ampla” de São Paulo é a do prefeito.

“Não podemos aceitar que alguém queira fazer colar a pecha de frente ampla contra nós. A verdadeira frente ampla é essa, é o MDB. É isso que precisamos defender nesse processo”, afirmou Misasi em uma reunião interna do partido. A Coluna do Estadão teve acesso a vídeos do encontro. “O MDB fez a redemocratização, foi o fiel da balança da República nos últimos 60 anos, foi a resistência à ditadura, fez a constituição de 88″, acrescentou o dirigente.

O deputado Enrico Misasi (PV-SP). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

PUBLICIDADE

A estratégia de campanha de Boulos é liderar uma suposta frente ampla contra o bolsonarismo, força política que deve caminhar com Nunes nesta disputa municipal. É a mesma tática adotada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2022, quando se uniu ao antigo rival Geraldo Alckmin (PSB). Neste ano, Boulos formará chapa com Marta Suplicy, que voltou ao PT após apoiar o impeachment de Dilma Rousseff para ser a vice do deputado.

Também secretário executivo de Relações Institucionais da Prefeitura, Enrico Misasi comentou a estratégia do adversário na reunião da sigla. “Vamos ter um adversário que buscará a ideia de que estão unindo uma frente ampla contra um candidato bolsonarista. E vai caber principalmente a nós, do MDB, se contrapor com o nosso testemunho”, declarou.