PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Nome de novo ministério de Márcio França vira bate-cabeça no governo

Versão anunciada pela Secretaria de Comunicação Social, com termo “micro”, é rechaçada pelo ministro

Foto do author Vera Rosa
Foto do author Eduardo Gayer
Por Vera Rosa e Eduardo Gayer
Atualização:

Ninguém sabe até agora o nome exato do ministério a ser criado para acomodar Márcio França (PSB). Na nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), a 38.ª pasta do governo Lula foi chamada de Micro e Pequena Empresa. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, no último dia 29, o presidente havia dito que criaria o Ministério da Pequena e Média Empresa, das Cooperativas e dos Empreendedores Individuais.

Pouco antes do anúncio oficial sobre a transferência de Márcio França do comando de Portos e Aeroportos para outra divisão da Esplanada, porém, auxiliares de Lula afirmavam que o novo ministério seria batizado com o seguinte nome: Empreendedorismo, Cooperativismo e Economia Criativa, como revelou a Coluna. E houve até quem encaixasse um “e Inovação” nessa nomenclatura.

O ministro Márcio França na feira do MST.  Foto: Werther Santana

PUBLICIDADE

Na prática, França foi obrigado a ceder Portos e Aeroportos para abrigar o Centrão no governo, mas já avisou que não quer ver a expressão “micro” no letreiro do seu novo ministério. “Ministério ‘micro’ para um aliado fiel? Lula já teve marqueteiros melhores”, comentou à Coluna um interlocutor do ex-governador. Não à toa, o anúncio da Secom com o termo causou espanto em assessores do presidente, que viram desordem na nota oficial, por conta da confusão sobre os cargos dos ministros.

Detalhe: existe, atualmente, uma Secretaria da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte e do Empreendedorismo (Sempe) que está sob o guarda-chuva do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, comandado pelo vice Geraldo Alckmin.

“O nome exato sairá na semana que vem, quando fizerem texto da Medida Provisória”, disse à Coluna o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, o articulador político do Palácio do Planalto que conduziu as negociações sobre a reforma.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.