EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

O casamento que vai reunir Haddad e Campos Neto

Ministro da Fazenda e presidente do Banco Central têm encontro marcado na união do presidente do TCU com a CEO do Esfera Brasil

PUBLICIDADE

Foto do author Roseann Kennedy
Foto do author Eduardo Gayer
Por Roseann Kennedy e Eduardo Gayer
Atualização:

O casamento do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, com a CEO do grupo Esfera Brasil, Camila Funaro Camargo, que acontecerá neste sábado, 03, no Clube Hípico de Santo Amaro, vai reunir as cúpulas do Judiciário e da economia do País. Estarão por lá, por exemplo, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) também confirmaram presença, incluindo o presidente, Luís Roberto Barroso..

Bruno Dantas e Camila Camargo Foto: Redes Sociais/Bruno Dantas

PUBLICIDADE

Os noivos têm tratado o tema com discrição, para não abalar o caráter familiar da cerimônia, e afirmado a pessoas próximas que somente foram convidadas as autoridades que realmente convivem com o casal.

Apesar da boa relação institucional entre Haddad e Campos Neto, os dois protagonizaram discordâncias sobre a política econômica em diferentes momentos do governo Lula. Como revelou a Coluna do Estadão, o dirigente da autoridade monetária negocia a PEC da autonomia financeira do BC em termos rechaçados pelo governo federal.

Na avaliação de interlocutores do Palácio do Planalto, uma crise entre o economista e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva — após meses de calmaria — está contratada para fevereiro, se os bombeiros de plantão não buscarem mediar o impasse já na volta do recesso parlamentar. Campos Neto não procurou Haddad antes de conversar sobre a PEC com o autor do texto, senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO).

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Foto: Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.