Datafolha: Castro supera Freixo por dez pontos no Rio

Pesquisa mostra que governador, candidato à reeleição, lidera a disputa de forma isolada por 36% a 26%; no segundo turno, diferença sobre o candidato do PSB, que era de 43% a 41%, passa a 46% a 38%

Por Fabio Grellet
Atualização:

RIO - O governador do Rio, Cláudio Castro (PL), candidato à reeleição, lidera de forma isolada a disputa eleitoral pelo governo fluminense com dez pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Marcelo Freixo (PSB), segundo pesquisa de intenção de votos do Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira, 22. Segundo a sondagem, Castro tem 36% e Freixo, 26%. Na pesquisa anterior, sete dias atrás, Castro tinha 31% e Freixo, 27% - desde então, Castro subiu 5 pontos e Freixo caiu um. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos.

Na sequência aparecem o candidato Rodrigo Neves (PDT), que manteve os 8% da pesquisa anterior; Wilson Witzel (PMB), Cyro Garcia (PSTU), Eduardo Serra (PCB) e Juliete Pantoja (UP), empatados com 2% cada; e Paulo Ganime (Novo) e Luiz Eugênio (PCO), com 1% cada. Votos brancos, nulos ou em nenhum candidato são 12%. Eram 14% na pesquisa anterior. Nove por cento dos entrevistados ainda não sabem em quem votar - uma a mais que no levantamento da semana passada.

Claudio Castro é lider isolado e amplia vantagem no segundo turno Foto: Mauro Pimentel/AFP

PUBLICIDADE

O Datafolha também pesquisou um cenário de segundo turno entre Castro e Freixo. O governador venceria por 46% a 38%. Na pesquisa anterior, o governador tinha 43%, e Freixo, 41%. Votos brancos, nulos ou em nenhum candidato são 12%, mesma proporção da pesquisa anterior, e 4% dos pesquisados não sabem em quem votariam (antes eram 5%).

Na pesquisa de intenção de voto para o Senado, o ex-jogador de futebol e senador Romário (PL) continua na frente, com os mesmos 31% da pesquisa anterior. Ele é seguido por Alessandro Molon (PSB), que caiu um ponto percentual e agora marca 12%. Clarissa Garotinho (União Brasil) tem 10% (tinha 8% na semana passada). Está em terceiro, seguido por Daniel Silveira (PTB), com 8% (antes eram 6%).Em seguida figuram Cabo Daciolo (PDT) e André Ceciliano (PT), empatados com 6% (em relação à pesquisa anterior, Daciolo caiu um ponto percentual e Ceciliano subiu um).

Bárbara Sinedino (PSTU) tem 1% (era 0% na pesquisa passada). Raul (UP), professor Helvio Costa (DC), Itagiba (Avante), Antônio Hermano (PCO), Sued Haidar (PMB) e Hiran Roedel (PCB) foram citados, mas não chegaram a 1%. Votos brancos ou nulos eram 14% e agora são 13%. Onze por cento dos consultados não sabem em quem votar (mesma proporção da pesquisa anterior).

A pesquisa foi encomendada pelo jornal “Folha de S. Paulo” e pela TV Globo. Ouviu 1.526 eleitores de 45 municípios fluminenses, no período de 20 a 22 de setembro. O nível de confiança é de 95%, e a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob número RJ-07687/2022.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.