EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores da política e da economia, com Julia Lindner e Gustavo Côrtes

Fim da prerrogativa de foro está na pauta da CCJ da Câmara de amanhã

PUBLICIDADE

Por Luiza Pollo
Atualização:

Deputado Rubens Bueno. Foto: Robson Gonçalvez

A proposta que prevê o fim da prerrogativa de foro especial de parlamentares, presidente da República, magistrados, ministros, governadores e prefeitos pode entrar na pauta de votações da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara desta terça-feira (20). De autoria do líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), a PEC do fim do foro tem como alvo autoridades que cometerem crimes comuns.

PUBLICIDADE

A proposta de Rubens Bueno tem parecer pela admissibilidade e já entrou algumas vezes na pauta de votação do colegiado, mas não chegou a ser votada. "O fim do foro privilegiado é uma cobrança da sociedade e propostas neste sentido precisam ter prioridade. Trata-se de um privilégio que não tem mais sentido e a operação Lava Jato tem demonstrado como muito políticos se utilizam desse mecanismo para cometer crimes e atrapalhar o andamento de processos", afirmou o deputado.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.