PUBLICIDADE

Novo presidente do Ibama quer acelerar licenciamentos

Em entrevista à rádio Eldorado, Roberto Messias diz que quer rapidez, mas sem perder qualidade em projetos

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O novo presidente do Instituto Brasileira do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias, disse nesta quarta-feira, 21, que enfrentará muitos desafios no cargo, mas garante "rapidez e eficiência" na questão do licenciamento ambiental. "Precisamos ser rápido sem perder a qualidade, seremos rápidos sim, eficiente. Estou preparando todo um projeto, que já havia sido pedido pela ex-ministra Marina Silva", disse em entrevista à rádio Eldorado.     Veja também: Minc não consegue liberação de R$ 1 bi do setor ambiental Minc se queixa de recursos e quer liberação de dinheiro Minc deve propor mudanças nos licenciamentos ambientais Minc defende Forças Armadas em parques e reservas da Amazônia Especial: Amazônia - Grandes reportagens      Ambientalista, atual diretor de Licenciamento Ambiental do instituto, Messias deu sinais de que o governo não precisará se preocupar com a possibilidade de alguma grande obra prevista no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ficar paralisada por falta de licença ambiental. Ele disse que o Ibama será rigoroso, mas responsável.     Sobre o agronegócio e os transgênicos, Messias disse que a preocupação primordial é o Meio Ambiente. "Precisamos ter o meio ambiente protegido, agora se alguma adoção de mudança genética significar alguma ameaça, temos que tomar cuidado e não deixar", disse.   O geógrafo foi o primeiro nome da equipe da ex-ministra Marina Silva a ser convidado a ficar pelo novo ministro, que tomará posse no dia 27. Ao conversar com Messias, Minc disse que havia falado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a intenção de convidá-lo e Lula aplaudiu o gesto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.