PUBLICIDADE

PDT aprova indicativo de apoio à candidatura de Elmar Nascimento ao comando da Câmara

Decisão ocorre no mesmo dia em que o pré-candidato fará uma festa em Brasília para comemorar seu aniversário

PUBLICIDADE

BRASÍLIA - O PDT aprovou nesta quarta-feira, 10, indicativo de apoio à candidatura do deputado Elmar Nascimento (União-BA) à presidência da Câmara, na eleição que ocorrerá em fevereiro de 2025, segundo apurou o Estadão/Broadcast. O líder do União Brasil, nome mais próximo do atual presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), já recebeu também indicativo de apoio do PSB.

A decisão do PDT ocorre no mesmo dia em que Elmar fará uma festa em Brasília para comemorar seu aniversário. Lira tem dito, nos bastidores, que anunciará em agosto o candidato que terá seu apoio na disputa da sucessão - e muitos parlamentares apostam no nome do líder do União Brasil.

Elmar Nascimento, deputado federal, é o favorito de Lira e ganhou apoio do PDT Foto: Cleia Viana/Cãmara dos Deputadop

PUBLICIDADE

A reunião que selou o indicativo de apoio contou com a presença do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, do líder pedetista na Câmara, Afonso Motta (RS), do líder da Maioria na Casa, André Figueiredo (PDT-CE), e do senador Weverton (PDT-MA). Pelo União, estiveram presentes o dirigente nacional, Antonio de Rueda, o vice-presidente, ACM Neto, os ministros Celso Sabino (Turismo) e Juscelino Filho (Comunicações) e o próprio Elmar.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já deu indicativos, nos bastidores, de que quer evitar Elmar no comando da Câmara. A interlocutores, Lula já demonstrou insatisfação com a relação próxima do deputado com o empresário Carlos Suarez, chamado de “rei do gás”. Além disso, Elmar é rival do PT na Bahia, principalmente do ministro da Casa Civil, Rui Costa. O parlamentar chegou a ser cotado para ocupar um ministério no governo, durante a transição, mas foi vetado pelos petistas.

Apesar de ser rejeitado por Lula, Elmar tem conseguido apoios na esquerda, como demonstram os indicativos de apoio do PDT e do PSB. O líder do União também tem tentado se aproximar mais dos deputados do baixo clero da Câmara - aqueles que não têm muita expressão política - para quebrar a imagem de antipático, adjetivo que muitas vezes é usado por parlamentares para descrevê-lo.

Carlos Lupi participou das articulações para o apoio do PDT a Elmar Nascimento Foto: Wilton Junior/Estadão

Nesta terça-feira, 9, Elmar compareceu à festa do líder do PSD na Câmara, Antonio Brito (BA), um de seus rivais na disputa pela presidência da Câmara. Brito é o favorito de Lula e tem se aproximado também do ex-presidente Jair Bolsonaro, de quem recebeu a medalha de “imbrochável, imorrível e incomível”.

O líder do PSD reuniu em um mesmo ambiente ministros do governo Lula, bolsonaristas e até mesmo seus rivais na disputa pelo comando da Casa legislativa. O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, foi um dos convidados da festa.

Publicidade

Bolsonaro tem dito que apoiará o “candidato do Lira” na sucessão. Apesar de o pré-candidato mais próximo do presidente da Câmara ser Elmar, Lira também já citou Brito e o presidente do Republicanos, Marcos Pereira, como nomes que estão no páreo.

Em abril, Pereira realizou uma festa de aniversário, em Brasília, que também reuniu seus adversários na disputa pelo comando da Câmara, ministros do governo Lula e magistrados do Supremo Tribunal Federal (STF). A expectativa agora é pelo evento de Elmar nesta quarta-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.