PUBLICIDADE

Buscas por helicóptero que desapareceu a caminho de Ilhabela chegam ao terceiro dia

FAB procura por aeronave que perdeu comunicação no domingo, 31. Três passageiros e o piloto seguiam da capital para o litoral norte do Estado

Foto do author Redação
Por Redação

A Força Aérea Brasileira (FAB) retomou nesta quarta-feira, 3, as buscas pelo helicóptero que desapareceu no último domingo, 31, véspera de réveillon, após decolar de São Paulo com destino a Ilhabela, no litoral norte do Estado.

PUBLICIDADE

A FAB destacou que as missões de busca incluem uma uma aeronave SC-105 Amazonas, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação – Esquadrão Pelicano. O avião é preparado e especializado para cumprir missões de busca e salvamento.

O último contato do centro de controle aéreo com o aeronave ocorreu às 15h10 do dia 31 de dezembro. Pouco antes, uma das ocupantes da aeronave enviou um vídeo em que mostra o helicóptero envolto em névoa e sem nenhuma visibilidade de voo. Até o momento, não há informações sobre o paradeiro da aeronave.

A FAB destacou que as missões de busca incluem uma uma aeronave SC-105 Amazonas, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação – Esquadrão Pelicano. O avião é preparado e especializado para cumprir missões de busca e salvamento. Foto: FAB

O helicóptero, de prefixo PRHDB e modelo Robson 44 (cinza e preto), decolou às 13h15 no Aeroporto Campo de Marte, na zona norte da capital. Das quatro pessoas na aeronave, três foram confirmadas pela Polícia Militar. Luciana Rodzewics, de 45 anos, e a filha dela Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, de 20 anos, além de Rafael Torres, um amigo da família que fez o convite para o passeio. A identidade do piloto não foi confirmada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.