PUBLICIDADE

Cães de estimação morrem após serem esquecidos em carro de pet shop no interior de SP

Animais foram encontrados dentro de veículo após dono questionar demora. Polícia investiga o caso. Estabelecimento não se manifestou

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela
Atualização:

A Polícia Civil de Potirendaba, no interior de São Paulo, vai apurar a morte de dois cães após serem esquecidos dentro do carro de um pet shop. O caso aconteceu no sábado, 25, e foi descoberto após o tutor estranhar a demora na entrega dos animais, que tinham sido levados para banho. Uma funcionária do pet shop teria esquecido de entregar os animais ao tutor e eles foram achados já mortos no interior do veículo. Ele registrou boletim de ocorrência.

Conforme o registro policial, a funcionária foi à casa do tutor por volta das 8 horas para retirar o poodle Bob e a cachorra Mel, sem raça definida, para tomarem banho. Os cãezinhos de estimação da família tinham sido adotados há oito anos e tomavam banho a cada 15 dias. Ao término do atendimento, às 11h30, o furgão do pet shop teve problemas mecânicos e os cães foram colocados no automóvel do proprietário da empresa para serem entregues, junto com outros animais.

Os cãezinhos de estimação da família tinham sido adotados há oito anos e tomavam banho a cada 15 dias. Foto: Mary Garcia/Facebook/Reprodução

PUBLICIDADE

Dois cachorros foram entregues, mas Bob e Mel foram esquecidos no carro. A funcionária estacionou o veículo em frente à casa do proprietário e foi embora. Por volta das 14h30, o tutor dos cães telefonou para questionar a demora. Como o pet shop já estava fechado, o tutor foi à casa do dono do pet shop e, quando foram verificar, encontraram os animais já mortos nas caixas de transporte, no interior do carro.

A Polícia Militar foi acionada. Segundo a Polícia Civil, um inquérito vai apurar se houve crime de maus tratos contra cães, delito que passou a ser punido com prisão. O pet shop funciona desde 2017 na cidade e está em situação cadastral regular. A reportagem procurou o proprietário do estabelecimento e ainda aguarda retorno.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.