PUBLICIDADE

Consolação, bairro em que Silvia Poppovic sofreu assalto violento, teve alta de 8% de roubos

Tendência no 1º bimestre vai na contramão do visto em outros distritos vizinhos, onde houve queda. Secretaria diz que tem reforçado o policiamento na região central de São Paulo

Foto do author Giovanna Castro
Por Giovanna Castro
Atualização:

O assalto violento sofrido pela apresentadora de televisão Silvia Poppovic neste domingo, 14, chamou a atenção para a violência na região da Consolação, área central de São Paulo. Conforme dados do 4º Departamento de Polícia da capital, que diz respeito à região, houve alta de 8% nos roubos no 1º bimestre deste ano – ao todo, foram 628 registros de roubos em janeiro e fevereiro, ante 579 no mesmo período de 2023.

Aumento de roubos na região da Consolação vai em contramão a queda de roubos que tem acontecido na região central da capital paulista. Dados dizem respeito aos de boletim de ocorrência do 4ºDP. Foto: Werther Santana/Estadão

PUBLICIDADE

A tendência da área -que engloba principalmente os bairros da Consolação e de Higienópolis, de alto padrão - vai na contramão do que tem sido registrado no centro, de forma geral, que registrou queda de 28,4% nos roubos e 18,4% nos furtos no primeiro bimestre de 2024, em relação ao mesmo período do ano passado.

A maioria dos distritos próximos à Consolação – Pinheiros (-8%), Jardins (-28%), Santa Cecília (-14%), Campos Elísios (-51%) e Sé (-46%) – registraram diminuição de roubos. Perdizes (20%) e Aclimação (34%) tiveram aumento superior à Consolação.

Em suas redes sociais, Silvia Poppovic demonstrou espanto e horror sobre a violência utilizada pelo homem que a roubou. “Fui agredida de corpo e alma. Você sai de uma experiência dessa completamente destruída, vulnerável, se sentindo zero.”, disse.

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que “as forças de segurança estão empenhadas no combate à criminalidade na região central da capital”, mas não especificou sobre o distrito da Consolação.

A pasta ainda ressaltou que o distrito teve uma diminuição nos furtos de 19% no bimestre.

Segundo o governo, houve reforço no policiamento ostensivo na área da 1ª Seccional (que abrande todo o centro). “Além disso, 1.274 infratores foram presos e apreendidos e 36 armas de fogo foram retiradas de circulação.”

Publicidade


Marta Porta, líder do Conselho de Segurança Pública (Conseg) da Consolação, de Higienópolis e do Pacaembu, acredita que, nas últimas semanas, houve redução nos roubos na região. De acordo com ela, os índices esperados para março e abril devem ser “totalmente diferentes”, apontando “redução de 50% nos índices de criminalidade”. Os dados mais recentes divulgados pela SSP são de fevereiro.

“Em conjunto com o 4º Distrito Policial, eles (os policiais militares) conseguiram praticamente acabar com as gangues das bicicletas. Nós só estamos com problemas, agora, na (Avenida) 9 de Julho, porque é um lugar estratégico para eles (ladrões) poderem fugir para o distrito da Bela Vista”, afirma Marta.

Apresentadora Silvia Popovic foi vítima de assalto no domingo, 14, na Consolação. Foto: Reprodução/Instagram/Silvia Poppovic

Apresentadora foi derrubada no chão: ‘Não consigo me conformar’

Nas redes sociais, a apresentadora mostrou que está com o pescoço e as mãos bastante machucados. Também disse sentir dores na cabeça e nos ombros após receber um chute nas pernas e ser derrubada no chão. O suspeito levou seus anéis, mas não conseguiu alcançar as pulseis e nem o celular.

“Até quando tanta violência? Eu não consigo me conformar que São Paulo está ficando cada vez pior. Eu não quero entrar nesse grupo que fala que vai ter que mudar de País. A gente não vai abrir mão do meu nosso País nem da nossa cidade”, continuou a apresentadora.

A SSP disse que o caso está sendo investigado pelo 4° Distrito Policial (Consolação), área dos fatos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.