PUBLICIDADE

Cracolândia: Prefeitura prevê nova estratégia para PMs que atuam na região; entenda

Ideia da gestão municipal é elevar remuneração em 30%; aumento será estendido também para policiais que trabalharem em outras ‘áreas estratégicas’

Foto do author Ítalo Lo Re
Por Ítalo Lo Re
Atualização:

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou na tarde desta sexta-feira, 8, que prevê pagar 30% a mais para policiais militares que atuarem na região da Cracolândia, no centro da cidade, por meio da Operação Delegada, convênio firmado com o governo do Estado para contratar agentes de segurança em horário de folga.

PUBLICIDADE

O incremento na remuneração será estendido também para PMs que trabalharem em outras áreas consideradas “estratégicas”, segundo a Prefeitura. A gestão municipal espera ter, ao todo, cerca de 2,4 mil policiais inscritos na Operação Delegada, alguns deles agora também atuando no turno da noite.

Como mostrou o Estadão, até outubro, ao menos 11 endereços foram ocupados pela Cracolândia no ano, segundo mapeamento da Prefeitura. Nos últimos meses, o fluxo tem ficado a maior parte do tempo na Rua dos Protestantes, mas também houve dias em que a aglomeração se movimentou para ainda mais perto da Estação da Luz.

A região central tem visto também uma escalada de violência. No último domingo, 3, o Bar Brahma, localizado na esquina das avenidas São João e Ipiranga, uma das mais famosas da cidade, foi alvo de ataques a pedradas após uma tentativa frustrada de furto. Um dia depois, foi a vez de uma unidade do McDonald’s, bem próxima dali, também sofrer depredação.

Movimentação do fluxo da Cracolândia na Rua Mauá, em um dos dias em que aglomeração ficou mais perto da Estação da Luz Foto: Tiago Queiroz/Estadão - Foto: 09/11/23

“A Secretaria Municipal de Segurança Urbana vai soltar uma portaria agora definindo quais são as áreas especiais, como, com certeza, a Cracolândia”, disse o prefeito, após anunciar a medida em evento realizado no centro. “São poucas ruas (que compõem a Cracolândia), mas elas com certeza vão estar dentro do contexto de uma área estratégica.”

Outra mudança é que a Prefeitura prevê incrementar em 20% a remuneração de policiais que atuarem entre 22h e 6h da manhã na Operação Delegada. “Não tinha à noite. Então, a gente agora colocou 20% a mais do valor”, afirmou. A regulamentação deve ser publicada neste sábado, 9, segundo o prefeito.

Como ficam os valores?

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado, os acréscimos previstos para policiais que trabalharem em áreas estratégicas, como a Cracolândia, variam de R$ 98,67 a R$ 118,40 por turno trabalhado. A adesão ao convênio é voluntária e o serviço é realizado por policiais em horários de folga, que atuam de farda e com equipamentos da PM.

Publicidade

Recentemente, o valor pago aos policias já havia recebido reajuste de 20%, como forma de tentar aumentar o engajamento dos agentes de segurança. “Tínhamos um convênio para 1,5 mil (policiais), mas não chegava a ter 500 (inscritos). Fizemos um aumento do valor e mudamos para 2,4 mil o convênio”, disse o prefeito.

Ele afirmou que a mudança, acompanhada também de aumento de vagas, já surtiu efeitos. “Teve mais do que isso de policiais inscritos para trabalhar na Operação Delegada”, disse Nunes, que deve sair candidato à reeleição no ano que vem, mas tem na crise no centro um dos seus principais desafios.

Antes, os valores aos policiais militares inscritos na Operação Delegada variavam de R$ 274.08 a R$ 328,90, dependendo no nível hierárquico do PM, segundo informações da Secretaria da Segurança Pública. Com o reajuste, os valores ficam entre R$ 328,90 e R$ 394,68.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.