PUBLICIDADE

Falsa médica é presa após ser desmascarada pela própria vítima durante consulta em SP

Mulher foi indiciada por exercício ilegal da Medicina e falsidade ideológica.

PUBLICIDADE

Por Fabio Grellet
Atualização:

Uma farmacêutica de 38 anos foi presa nesta terça-feira, 30, em um consultório em Perdizes (zona oeste de SP), enquanto se passava por médica e usava o número do registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) de uma médica que tem o mesmo nome dela.

PUBLICIDADE

Ao descobrir que uma farmacêutica homônima se passava por ela, a médica Marcela Gouveia, de 40 anos, marcou uma consulta e avisou a Polícia Civil. Nesta terça-feira, ela foi ao consultório e recebeu uma receita carimbada com o próprio nome e número no CRM. Então os policiais prenderam a farmacêutica, indiciada por exercício ilegal da Medicina e falsidade ideológica.

Segundo a polícia, a falsa médica chegou a cursar Medicina, mas não concluiu o curso. Ela usa as redes sociais para divulgar seu trabalho ilegal – no Instagram, seu perfil tem quase 87 mil seguidores. Nele, a mulher se apresenta como mestre em medicina estética, com certificações em vários cursos, e também divulga tratamentos com Cannabis medicinal.

A reportagem não conseguiu contato com representantes da falsa médica, para que se pronunciem sobre a prisão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.