Fogo, bombas e depredação no maior protesto contra tarifa

Mobilização deixa feridos, 20 presos e rastro de destruição; ônibus, bancos e lojas são atacados; manifestantes picham Faculdade de Direito da USP e outros prédios; PM usa balas de borracha e gás lacrimogêneo; MP marca reunião para esta quarta-feira

PUBLICIDADE

Por Bruno Paes Manso , e Diego Zanchetta
Atualização:

COLABORARAM FELIPE TAU, CLARICE CUDISCHEVITCH E BRUNO DEIRO.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.