PUBLICIDADE

Homem é baleado em frente a garagem de ônibus em SP em dia de eleição de sindicato

Conforme o SindMotoristas, atos de vandalismo foram registrados, na terça, assim como o fechamento de pelo menos nove terminais de ônibus, sem qualquer aviso prévio

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

Um homem de 68 anos ficou ferido após ser baleado na noite desta terça-feira, 21, em frente à garagem de ônibus da Viação Campo Belo, no bairro Vila Andrade, zona oeste da capital paulista. A polícia investiga se o crime tem relação com o andamento da eleição para a renovação da diretoria do Sindmotoristas, que no mesmo dia resultou no fechamento de pelo menos nove terminais de ônibus, sem qualquer aviso prévio, além de atos de vandalismo, conforme informou anteriormente o próprio sindicato.

PUBLICIDADE

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), policiais militares foram acionados para atender a ocorrência, na noite de terça, e no local tomaram conhecimento que dois homens em uma motocicleta passaram por lá e realizaram diversos disparos de arma de fogo, um deles atingindo um homem no ombro.

A vítima foi socorrida ao Hospital do Campo Limpo, onde permanece internado. O quadro de saúde é estável.

O caso foi registrado como disparo de arma de fogo no 89° DP (Jardim Taboão), que requisitou perícia ao local e encaminhou o ocorrido ao 37° DP (Campo Limpo) para prosseguir com as investigações. “Diligências estão em andamento visando a localização e prisão dos autores”, afirma a SSP.

Imagem do Terminal Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, um dos afetados durante eleição de sindicato. Foto: Taba Benedicto/Estadão - Foto: 21/11/23

O SindMotoristas tenta confirmar se o homem ferido é funcionário da Viação Campo Belo e se tem ligação com as chapas que disputam as eleições do sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus. Procurada pela reportagem, a viação ainda não se manifestou. O espaço permanece aberto para posicionamento.

No dia anterior, a eleição para a diretoria do Sindmotoristas provocou transtornos pela cidade. Conforme São Paulo Transporte (SPTrans), entre os terminais afetados estavam: João Dias, Mercado, Campo Limpo, Capelinha, Santana, Pinheiros, Parque D. Pedro II, Vila Nova Cachoeirinha e Santo Amaro. A situação somente foi normalizada por volta das 14 horas. O órgão municipal disse que abrirá um boletim de ocorrência. Sobre o homem baleado, por se tratar de caso policial, a SPTrans não se pronuncia.

“Ao todo, 17 veículos tiveram a chave subtraída, sendo um guincho, dois ônibus tiveram seus pneus furados e dois foram alvo de depredação”, afirmou, anteriomente, a SPTrans.

Publicidade

Segundo o Sindmotoristas, apesar dos atos de vandalismo, que serão averiguados e passíveis de punições pelos órgãos competentes, a eleição para a renovação da diretoria do sindicato, coordenada pela Comissão Eleitoral e ratificada pela 52ª Vara do Trabalho de São Paulo, seguiu normalmente, sem intercorrências nos locais de votação.

A entidade afirmou ainda que defende de forma categórica que a disputa (pela eleição) aconteça democraticamente por meio do voto. A votação termina nesta quarta-feira, 22, em todas as garagens do sistema e na sede central do sindicato.

Em razão do impacto das paralisações em terminais de ônibus durante a terça-feira, que afetou ao menos 530 mil passageiros e 368 linhas de ônibus, o rodízio de veículos foi suspenso na terça tanto para carros como para caminhões. Na quarta, o rodízio é válido normalmente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.