PUBLICIDADE

Internet do futuro passa pelo Atlântico

Novos cabos submarinos devem ligar Brasil diretamente à Europa, Estados Unidos e África aumentando a velocidade de dados

Por Fabio de Castro
Atualização:

Pouca gente sabe, mas quando um usuário da internet acessa uma rede social ou assiste a um vídeo, os "pacotes" de informação que circulam entre seu computador e os servidores em outros continentes passam, em milésimos de segundo, por longos cabos de fibra óptica instalados no fundo dos oceanos.

PUBLICIDADE

Se no passado quase toda comunicação entre os continentes era feita por meio de satélites, atualmente 99% do tráfego da internet, linhas telefônicas e sinais de TV passam pelos cabos submarinos - são eles que permitem que a internet seja o que é. A infraestrutura de todo esse sistema está em vias de ser substituída e modernizada.

Na expectativa de um crescimento exponencial do tráfego da internet brasileira nos próximos anos, grupos privados estão investindo alto na construção de uma nova infraestrutura de cabos submarinos para conectar o País diretamente a outros continentes com velocidade sem precedentes.

Clique na imagem abaixo para entender como funcionará a nova infraestrutura de cabos:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.