PUBLICIDADE

Corpo de médico é achado amarrado em SP; mulher é presa por suspeita de participar do crime

Polícia Civil de São Bernardo do Campo investiga morte; vítima foi encontrada dentro da própria casa

PUBLICIDADE

Foto do author Rariane Costa
Por Rariane Costa
Atualização:

A Polícia Civil de São Paulo prendeu uma mulher, de 30 anos, suspeita de participação na morte de um médico, de 48 anos, encontrado amarrado e morto na própria residência em São Bernardo do Campo. A mulher, presa na noite deste domingo, 21, é a segunda pessoa apreendida por envolvimento no caso. A Polícia Civil ainda busca mais um homem, que permanece foragido.

O crime ocorreu na sexta-feira, 19. A Polícia Militar foi acionada por vizinhos na rua Agostinho César Bassoli e localizou o homem sem vida no chão da sala. Durante o atendimento da ocorrência, agentes identificaram que um veículo também havia sido levado do local.

Caso e investigado como latrocínio pela Polícia Civil Foto: Governo do Estado de São Paulo

PUBLICIDADE

Na ocasião, uma pessoa foi localizada e confessou ter praticado um latrocínio (roubo seguido de assassinato) contra o médico. O suspeito indicou o local onde estava o carro da vítima e foi preso. Dois veículos, o roubado e o utilizado durante o crime, foram apreendidos e passaram por perícia.

O caso foi registrado como latrocínio, localização/apreensão de veículo e associação criminosa na Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) de São Bernardo do Campo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.