Polícia prende 29 suspeitos em ‘central’ de golpes virtuais em SP; entenda como funcionava

Suspeitos operavam no bairro Bom Retiro, centro da capital; esquema chegou a dar prejuízo de R$ 140 mil em uma das vítimas. Defesa não foi localizada

PUBLICIDADE

Foto do author Caio Possati
Por Caio Possati
Atualização:

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quarta-feira, 21, 29 pessoas suspeitas de formarem uma quadrilha acusada de aplicar golpes virtuais em empresas do Estado. O grupo é acusado de operar um esquema de estelionato de uma central localizada no Bom Retiro, bairro do centro da capital paulista. A defesa dos suspeitos não foi localizada pela reportagem.

O crime, de acordo com a Secretária de Segurança Pública do Estado (SSP-SP), consistia em oferecer um falso serviço de provedores de internet para empresas privadas. Ao aceitar a oferta, as vítimas contraíam dívidas que chegavam a superar R$ 3 mil e, segundo a SSP, eram posteriormente coagidas pelos suspeitos a fazer o pagamento. Uma das empresas que caiu golpe chegou a ter um prejuízo de R$ 140 mil.

Policia civil prende 29 suspeitos e recolhe materiais que seriam usados para esquema de golpes virtuais contra empresas de São Paulo. Foto: Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

PUBLICIDADE

A prisão foi efetuada pelos agentes do 24º Distrito Policial (Ponte Rasa). Eles foram ao local da suposta empresa para cumprir mandados de busca e apreensão. Mas, quando chegaram flagraram o grupo praticando o golpe. De acordo com a pasta, três menores estavam nesta central no momento da abordagem.

Os envolvidos vão responder pelos crimes de estelionato, extorsão, associação criminosa, corrupção de menores, crime contra as relações de consumo e exercício ilegal de atividade.

Junto dos detidos, foram apreendidos celulares, computadores e documentos relacionados às atividades criminosas da quadrilha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.