PUBLICIDADE

Polimastia: Entenda o que é o terceiro mamilo, condição que afeta a youtuber Tata Estaniecki

Também chamadas de mamas acessórias ou mamas supranumerárias, além do local normal, as mamas podem ser encontradas em outras regiões como as axilas, a barriga, as coxas e região da pelve

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

Termo utilizado para descrever a presença das glândulas mamárias em outras partes do corpo que não as mamas, a polimastia é um condição que pode afetar homens, mas principalmente as mulheres. No caso, o indivíduo apresenta mais de duas mamas, as chamadas mamas acessórias ou mamas supranumerárias.

Nesta semana, a youtuber Tata Estaniecki anunciou nas redes sociais que descobriu um terceiro mamilo na axila. “Eu estou simplesmente chocada. Vocês já ouviram falar de mama acessória? Achei que era um pelinho encrevado na axila, mas é uma mama acessória. Resumindo, se eu apertar sai leite”, disse Tata, que no dia 21 de maio deu a luz ao seu segundo filho, Caio, fruto do seu casamento com o youtuber Júlio Cocielo.

O que é polimastia?

Segundo a Rede D’Or, polimastia é o termo técnico utilizado para designar a presença das glândulas mamárias em outros lugares no corpo que não as mamas. Um paciente apresenta mais do que duas mamas, que são as chamadas mamas acessórias.

A polimastia também pode receber o nome de mamas acessórias ou de mamas supranumerárias.

Por que pode aparecer um terceiro mamilo na pessoa?

PUBLICIDADE

Conforme a médica ginecologista Taís Calomeny, trata-se de um resquício embrionário. “O desenvolvimento da mama, na grande maioria dos mamíferos, vem desde a região axilar até a região da virilha, só que ao longo do processo de maturação do bebê, do embrião, isso vai diminuindo e vai ficando apenas os dois mamilos na região da mama, que habitualmente a gente conhece”, disse a especialista.

Segundo ela, por alguns motivos, acontece deste desenvolvimento não ser perfeito e sobrar um resquício de uma glândula mamária. às vezes, é completa, tendo tecido mamário, mamilo e auréola. “Em outras situações, não, podendo ter só o mamilo ou somente a auréola”, afirmou a especialista.

Quem pode ser acometido?

A polimastia pode acometer mulheres e também homens. Pode surgir, principalmente, na puberdade, gravidez ou fase de amamentação, segundo o Ministério da Saúde.

Publicidade

“No entanto, na grande maioria das vezes, a mulher tende a ser mais acometida que o homem. É muito comum a pessoa confundir a condição clínica com uma gordurinha na axila”, disse Taís.

Onde geralmente aparece o terceiro mamilo?

Na polimastia, além do local normal, as mamas podem ser encontradas em outras regiões do corpo como as axilas, a barriga, as coxas e até mesmo na região da pelve da pessoa.

A youtuber Tata Estaniecki anunciou que descobriu um terceiro mamilo na axila. Em 21 de maio, ela deu a luz ao seu segundo filho, Caio, fruto do seu casamento com o youtuber Júlio Cocielo. Foto: Reprodução/Instagram/@tata

Quais são as causas?

Segundo a Rede D’Or, quando o embrião está em desenvolvimento, ainda na barriga da mãe, surgem várias glândulas mamárias espalhadas por diferentes pontos da pele do embrião. “Conforme o desenvolvimento acontece, as mamas regridem e se localizam somente em um lugar, que é a linha mediana do torso, onde estão normalmente presentes.”

Em pacientes com polimastia, por algum motivo, algumas de suas glândulas mamárias não regridem por completo e eles podem apresentar um ou mais conjuntos de mamilos ou de glândulas mamárias em outros lugares do corpo que não a linha mediana do peito.

“O excesso de peso e de alguns hormônios, como a prolactina, também podem contribuir para a polimastia”, afirma a Rede D’Or.

Quais sinais devem ser observados?

O paciente apresenta glândulas mamárias adicionais que surgem em outros lugares do corpo.

Essas glândulas mamárias podem ser somente uma massa extra, como um caroço ou volume extra, que surge em locais como a axila, a barriga e a pelve, ou podem se apresentar como mamilos mesmo, de acordo com informações da Rede D’Or.

Publicidade

Como afeta as mulheres? É comum na gravidez? Pode produzir leite?

Outros sintomas de polimastia em pacientes do sexo feminino podem incluir:

- Dores e inchaço nas mamas adicionais, durante o período pré-menstrual.

- Produção e saída de leite em caso de amamentação, também nas mamas adicionais.

Há riscos? Quais os tipos de tratamento?

De acordo com a Rede D’Or, a polimastia é uma condição que pode requerer um acompanhamento médico mais intenso, já que o paciente pode apresentar um risco maior de câncer de mama, inclusive nas mamas adicionais e acessórias. “Realizar ultrassonografias e exames de toque nas mamas adicionais é recomendado para fazer o reconhecimento destes tecidos”, orienta a rede hospitalar.

Nos casos em que a polimastia causa incômodo estético e físico, porque a mama extra tem um tamanho médio ou grande, é possível ainda estudar a possibilidade de uma remoção cirúrgica da mama acessória por meio de procedimentos de lipoaspiração e de retirada de pele.

“Outros casos de polimastia podem apresentar um bom resultado caso o paciente perca peso ou realize atividade física. As mamas podem diminuir de tamanho e o paciente não aparenta ter nada diferente em seu corpo”, disse a Rede D’Or.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.