Choque térmico no Sul: RS deve passar de frio intenso a calor em uma semana; veja previsão

Enquanto massa de ar polar vem da Argentina, ventos quentes caminham de Norte para o Sul, provocando oscilações extremas de temperatura; saiba qual é a previsão para toda a Região Sul

Foto do author Giovanna Castro
Por Giovanna Castro

Depois de sofrer com chuvas e ventos extremos, granizo e geadas, o Sul do País tem enfrentado baixas temperaturas neste início de semana. Isso porque o ciclone extratropical que passou pela região na semana passada deixou uma frente fria de massa polar assim que deixou a costa. Mas, a partir de domingo, 23, o tempo pode mudar drasticamente, fazendo calor principalmente no Rio Grande do Sul, por conta de um outro ciclone – este em região oceânica.

De acordo com a empresa de meteorologia Climatempo, o tempo começa a esquentar no sábado, 22, ficando entre 14ºC e 28ºC em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Já no domingo, o termômetro pode chegar a marcar 30ºC, com mínima de 17ºC. O tempo fica mais quente até terça-feira, 25. Depois, a máxima cai para 21ºC na quarta, 26, que tende a ser chuvosa.

Rio Grande do Sul enfrentou efeitos de ciclone extratropical na semana passada Foto: Semma - 13/7/2023

PUBLICIDADE

Para se ter noção da dimensão do choque térmico, nesta terça-feira, 18, a previsão é que faça entre 5ºC e 15ºC em Porto Alegre. E em algumas cidades do extremo Sul do RS, o termômetro pode chegar a marcar 0ºC neste início de semana, segundo a empresa Metsul.

“O Rio Grande do Sul deve ser o Estado em que a diferença de temperatura será mais radical entre este começo e o final da semana”, afirma a Metsul. Na segunda e na terça, os termômetros marcam de 5ºC a 10ºC abaixo do que é normal para esta época do ano e, no final da semana, ficam até 10ºC acima da climatologia histórica de julho.

Massa de ar frio contra massa de ar quente

De acordo com a Metsul, um centro de alta pressão se formou na região da Patagônia, no sul da Argentina, no começo da segunda-feira, provocando frio intenso de até -13ºC. De lá para cá, esse centro de alta pressão se deslocou e, no início desta terça, está sobre o centro da Argentina, o que resulta em frio mais intenso em Buenos Aires, no Uruguai e no Sul do Brasil.

Já na quinta-feira, 20, há um aumento de nuvens e chuva em parte do Rio Grande do Sul por conta do ingresso de ar mais quente com ventos vindos do Norte. Isso deve “elevar bastante as mínimas no começo do dia, embora ainda faça frio em diversas localidades”, afirma a empresa de meteorologia.

“A massa de ar quente toma conta do Rio Grande do Sul e de várias áreas do Sul do Brasil entre a sexta e o sábado com vento do quadrante Norte que pode soprar moderado com ocasionais rajadas em diferentes cidades”, diz a Metsul.

Publicidade

Confira a previsão para as capitais de Santa Catarina e Paraná:

  • Florianópolis (SC): a terça-feira é chuvosa na capital catarinense, com temperatura mínima de 12ºC e máxima de 17ºC. A chuva só passa na sexta-feira, 21, e a temperatura começa a subir, ficando entre 17ºC e 22ºC. Na segunda-feira, 24, o tempo esquenta ainda mais, com mínima de 16ºC e máxima de 26ºC, mas não passa disso.
  • Curitiba (PR): nesta terça-feira, a temperatura fica entre 8ºC e 14ºC na capital paranaense e chove o dia todo. Na quarta, a chuva continua e esfria ainda mais, com mínima de 7ºC e máxima de 12ºC. Depois, a chuva vai diminuindo na quinta e para na sexta, ao passo em que mínimas e máximas sobem lentamente, mas não chega a fazer calor. No domingo, a mínima é de 12ºC e a máxima de 21ºC.

A previsão de mínimas e máximas é da Climatempo.

Publicidade