PUBLICIDADE

Ana Clara assume comando de novo programa no GNT: ‘Vai ser demais’

Apresentadora ficará à frente da atração ‘Panelaço ao Vivo’ de segunda a sexta no canal. Dois convidados irão cozinhar, ao vivo, enquanto conversam com Ana Clara

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Ana Clara está ganhando cada vez mais espaço e visibilidade nas telinhas da Rede Globo. A ex-BBB irá assumir o comando de um novo programa do canal fechado GNT. Trata-se de um projeto de culinária com bate-papo ao vivo entre duas celebridades.

A atração Panelaço ao Vivo estreia em outubro, de segunda a sexta-feira. “[Vamos] bater um bom papo e cozinhar ao vivo com dois convidados muitos especiais”, explicou Boninho em suas redes sociais. Nos comentários, Ana escreveu em tom animado: “Vai ser demais. Bora”. O horário ainda não foi divulgado.

Talento nato

PUBLICIDADE

Ana Clara ficou conhecido após participar da 18ª edição do Big Brother Brasil. Ela jogou ao lado do pai, em uma edição que abriu a casa com a família da apresentadora. A ex-BBB impressionou com o seu talento nato para a televisão.

Jornalista, Ana sempre teve desenvoltura em frente às câmeras e começou sua trajetória na TV cobrindo as seletivas do programa na #RedeBBB e no comando do Bate-Papo BBB. Conforme avançava na carreira, Ana recebia novas oportunidades para explorar suas habilidades.

Em 2021, passou a apresentar o Plantão BBB, e em 2022, ao lado de Bruno De Luca, o BBB - A Eliminação. Neste ano, estreou como apresentadora do reality show Túnel do Amor, na Globoplay.

Amada pelo público

Desde que começou no entretenimento da TV Globo, Ana Clara sempre foi muito elogiada pelos fãs e seguidores nas redes sociais. Carismática, talentosa e divertida estão entre os adjetivos dos internautas para a jovem de apenas 26 anos.

Mesmo antes de assumir os programas na emissora, o público já pedia para que a Globo desse uma chance com um programa própria para ela.

Publicidade

Veja alguns dos pedidos:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.