PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Literatura e mercado editorial

Babel: Escola é ameaçada por pais ao adotar livro sobre as diferentes famílias

E ainda na coluna Babel: Pinheiros vai ganhar mais uma livraria; Jack Halberstam no Brasil; os 'canalhas', por Clóvis Barros Filho e Júlio Pompeu; Megafauna

Por
Atualização:

INFANTILEscola é ameaçada por pais ao adotar livro sobre famílias

 Foto: Estadão

PUBLICIDADE

Um livro indicado por uma rede de ensino para os alunos do 1.º ano do Fundamental causou desconforto em alguns pais e revolta contra uma de suas unidades, em Santos. Trata-se de O Grande e Maravilhoso Livro das Famílias, de Mary Hoffman e Ros Asquith, lançado pela SM e com quase 10 mil exemplares vendidos para escolas particulares e mais de 93 mil cópias para escolas públicas. Ele apresenta os vários formatos de famílias, homoafetivas, inclusive, e como elas se relacionam com questões cotidianas como moradia, alimentação, trabalho, etc.

A escola confirmou as ameaças sofridas, como tirar a criança da escola, e disse que em mais de seis anos de adoção foi a primeira vez que isso aconteceu. A escola destaca que o livro, que será lido em 2020, trata da realidade e diversidade da vida familiar buscando desenvolver valores importantes como inclusão e respeito. "O livro representa a diversidade de uma forma geral, mostrando diferentes religiões, costumes e situação econômica", ressalta a escola. O argumento central dos pais é que abordar esse tema é obrigação das famílias, e não da escola; que isso poderia incentivar a sexualização precoce das crianças e que professores poderiam tentar doutriná-las.

E o que vão fazer? "A escola repudia as ameaças feitas pelos pais e reitera o uso do livro para falar sobre a diversidade, pois acreditamos que é papel da escola disseminar valores socialmente relevantes e que refletem a realidade."

NÃO FICÇÃO - 1Sucesso e fracasso O Selo Suplemento Pernambuco prepara para março, durante o encontro Queer Aqui: Together in Hard Times, no Rio, o lançamento de A Arte Queer do Fracasso. Em seus artigos, Jack Halberstam (foto), pesquisador trans e professor de Inglês e Estudos de Gênero da Universidade Columbia, faz uma análise do aspecto queer na cultura contemporânea, com referências que vão das artes plásticas a ícones pop como Bob Esponja, Toy Story e Trainspotting. Com base nessas análises, ele pensa o ideal do queer numa sociedade que preza o sucesso acima de tudo - e dedica o livro ao fracassados do mundo.

Publicidade

NÃO FICÇÃO - 2Canalhas Lançado originalmente em 2015, Somos Todos Canalhas, de Clóvis Barros Filho e Júlio Pompeu, ganha nova edição pela HarperCollins neste momento em que o adjetivo está de novo na moda. Com lançamento em janeiro e prefácio de Mario Sergio Cortella, o livro investiga o conceito a partir das diversas correntes da filosofia - dos antigos gregos até os modernos utilitaristas

LIVRARIAMais uma em Pinheiros

Mônica Carvalho prepara inauguração da Livraria da Tarde ( Foto: Matheus Fernandes)

Depois da Travessa e da Mandarina, Pinheiros ganha mais uma livraria no dia 20. Com 120 m², a Livraria da Tarde, da empresária Mônica Carvalho (foto), que entra agora no mercado editorial, vai ficar na Rua Cônego Eugênio Leite, 956, e terá, no teto, uma reprodução gigante de uma das ilustrações de A Ilha do Tesouro. A loja também terá um café. * Enquanto isso, a Megafauna, livraria de Fernanda Diamant, e Anna Ferrari, Arthur Mello, Maria Emilia Bender e Thiago Salles Gomes, revelada pela coluna em abril e que será inaugurada no Copan em novembro, realiza uma feira neste fim de semana com 21 editoras. Vai funcionar das 10h às 18h.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.