PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Literatura e mercado editorial

Pinheiros ganha mais uma livraria de rua: a Mandarina

E mais na coluna Babel: os novos curadores do Prêmio São Paulo; Mulherzinhas; É Chique Morar em Paris?; The Incurable Romantic

Por
Atualização:

MERCADOPinheiros ganha mais uma livraria de rua: a Mandarina

A Livraria Mandaria fica na Rua Ferreira de Araújo, 373 Foto: Estadão

PUBLICIDADE

A jornalista Roberta Paixão e a publicitária Daniela Amendola inauguram no domingo, 18, às 11h, a Livraria Mandarina. Ela fica num sobrado de 100 m², na Ferreira de Araújo, 373, em Pinheiros - mas um pouco distante da nova Travessa. A Mandarina será focada em livros nas áreas de ciências políticas, sociologia, psicologia e história, entre outras - e, claro, literatura. A preferência será por obras de editoras independentes de todo o País. No andar de baixo, ficam a praça de convivência, a loja com café e um jardim de inverno. No de cima, uma sala para as crianças e outra para grupos de estudo. A Mandarina planeja clubes de leitura, eventos e cursos - o primeiro será com Gonçalo M. Tavares. No dia da abertura, às 16h, Milton Hatoum fala sobre a importância das livrarias.

PERFILEditores brasileiros Em fase de captação de recursos no Catarse, o projeto do livro 100 Nomes da Edição no Brasil, do jornalista Leonardo Neto e da editora Oficina Raquel, terá, além dos nomes que fizeram história, um bônus com 10 perfis de jovens editores que poderão representar o futuro do livro no País. Dois deles: Larissa Cadin (Primavera Editorial) e Henderson Fürst (Grupo GEN). * A lista dos 100 vai de Lobato e José Olympio a Jiro Takahashi, o nome por trás da, entre tantos projetos, coleção Vaga-Lume, passando por Vivian Wyler e Charles Cosac.

PRÊMIOOs novos curadores O Prêmio São Paulo de Literatura, que mudou este ano e volta a ter apenas uma categoria de autor estreante, independentemente da idade, e a de veterano, terá os seguintes curadores: Anna Maria Martins, Martim Vasques da Cunha, Joselia Aguiar e Cecília Scharlach.

NÃO FICÇÃO - 1O lado b de Paris Marcia Camargos, autora de Semana de 22: Entre Vaias e Aplausos, entre outras obras (inclusive sobre Lobato), conta o lado b de viver na França em É Chique Morar em Paris? Baseado em sua experiência pessoal - ela vive lá desde 2016 - e no relato de amigos, o livro sai nos próximos dias pela Folhas de Relva Edições com ilustrações, informações históricas e culturais e dicas para os que querem viver lá.

Publicidade

NÃO FICÇÃO - 2Romântico incurável A Faro Editorial lança, ainda neste semestre, The Incurable Romantic, do psicólogo britânico Frank Tallis. Trata-se de um estudo sobre o amor - mas o amor obsessivo, platônico, unilateral. Nas palavras de Ian McEwan: "Frank Tallis traz sua experiência clínica de uma vida e uma sábia reflexão para uma condição que, por seus caminhos estranhos, nos leva ao próprio coração do amor".

CLÁSSICORomance de formação

 Foto: Estadão

Publicado originalmente em 1868, Mulherzinhas, obra da americana Louise May Alcott que acompanha o amadurecimento de quatro irmãs, sairá em outubro pela coleção Clássicos Zahar com sua continuação, 130 ilustrações (abaixo) e uma cronologia de vida e obra da autora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.