EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Cultura, comportamento, noite e gente em São Paulo

Binho Ribeiro cria mural no Beco do Batman em alusão ao Dia Mundial das Doenças Raras

A inspiração para a obra de 5 metros de altura foi a profusão de cores

PUBLICIDADE

Foto do author Paula Bonelli
Por Paula Bonelli
Atualização:

O Beco do Batman, na Vila Madalena, em São Paulo, recebe um novo mural criado e pintado pelo artista plástico Binho Ribeiro hoje, no Dia Mundial das Doenças Raras. O mural retrata pessoas com características físicas, étnicas e etárias diversas, já que as doenças raras podem acometer qualquer pessoa sem distinção. A obra tem 5 metros de altura por 4 metros de largura.

Binho Ribeiro e a sua obra  Foto: PbW Motion Graphics

PUBLICIDADE

O artista explica seu trabalho: “Eu sou fruto da cultura e expresso a minha arte pelo grafite, que é uma linguagem que as pessoas absorvem ao andar pelas ruas. Essa é uma forma de dar visibilidade à causa da comunidade dos raros, acolhê-la e contribuir com a sua luta pela vida”.

A inspiração para a obra foi a profusão de cores, que é característica do símbolo desta comunidade em que mãos entrelaçadas e coloridas evidenciam as diferentes jornadas de crianças, jovens e adultos. A ação faz parte da campanha Espalhe suas Cores - Abrace o Raro, que quer dar visibilidade às pessoas que convivem com doenças raras, bem como levar conhecimento para quem busca mais qualidade de vida.

Binho é um dos pioneiros do street art no Brasil e América Latina desde 1984. Sua arte já foi exibida em Buenos Aires, Nagoya, Tókyo, Osaka, Paris, Los Angeles, Miami, NYC, Quito, Lima, Turim, Cape Town, Hong Kong, Beijing, Amsterdan, Bruxels, Berlin, Accra, Ghana, Tunisia e quase todos os estados brasileiros.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.